Inicio MEU FINANCIAMENTO AMORTIZAÇÃO Amortização extraordinária de saldo devedor

Amortização extraordinária de saldo devedor

15268

Amortização extraordinária de saldo devedor de financiamento imobiliário é uma ótima alternativa para acelerar a liquidação do financiamento ou amenizar financeiramente o compromisso assumido a longo prazo

Amortização extraordinária de saldo devedor

O que é amortização de saldo devedor?

Em geral o sonho da casa própria inicia ao adquirir o financiamento para comprar ou construir o imóvel, depois disso, a concretização final é conseguir pagar o financiamento com tranquilidade, e ir projetando formas de reduzir o saldo devedor e quitar antes do prazo contratado.

A amortização extraordinária de saldo devedor, em geral, está prevista em cláusula específica no contrato do financiamento, e pode ser realizada quantas vezes o devedor desejar, desde que tenha disponibilidade financeira.

Ao decidir em amortizar o saldo devedor é importante se informar, por meio de simulações, para fazer a escolha.

Qual o reflexo que será melhor para o financiamento, se quer que esta amortização reduza o prazo e mantenha prestação no mesmo valor, ou que a prestação reduza e seja mantido o prazo.

Amortização extraordinária – Reduzir o prazo ou a prestação

amortização extraordinária no financiamento habitacional pode ser para redução: prazo ou prestação

Redução do prazo

Esta escolha é muito individual, pois depende do momento financeiro que o devedor estiver atravessando, se está conseguindo pagar a prestação sem aperto no orçamento familiar.

Se recebeu algum dinheiro extra ou valor poupado para algum negócio que não concretizou é interessante amortizar para redução do prazo, pois o reduzirá o prazo remanescente do financiamento.

Não pagará seguros e taxas mensais relativos ao período em que deixará de existir e potencializará a amortização mensal do saldo devedor daí para frente.

Veja no artigo:

As vantagens de amortizar com redução do prazo

Redução da prestação

Se o valor da prestação está comprometendo o orçamento familiar e de repente surge um valor extra, como a venda de um carro ou décimo terceiro salário, a melhor opção seria amortização reduzindo a prestação e mantendo o prazo de financiamento.

Com isso é possível se programar com mais tranquilidade para enfrentar os próximos anos.

Fazer a amortização na data do vencimento da prestação pode ser interessante porque não incidirá a cobrança de juros diários pelo evento.

Uso do FGTS na Amortização extraordinária

Para quem financiou no sistema do SFH também é possível usar o FGTS junto com o valor extra, ou se quiser, somente o FGTS, em qualquer das opções reduzir o prazo ou a prestação.

Todavia vale lembrar que ao falarmos em uso do FGTS, existem as regras e condições básicas a serem atendidas, tanto pelo devedor como pelo financiamento.

Para usar o FGTS para uma amortização o trabalhador deve esperar 02 anos daquela data para fazer nova amortização ou liquidação com uso do FGTS, não impedindo de fazer outras em dinheiro.

Veja algumas regras do FGTS na amortização no link:
Informe-se com seu banco sempre que houver dúvidas e leia o contrato de financiamento, nele constam as condições que valem para seu financiamento.

Valéria Viviane Correa Freitas

Especialista – Crédito Imobiliário

OBS. Click Habitação:

A amortização extraordinária do saldo devedor é o início do processo de quitação antecipada do financiamento.

Veja detalhes nos artigos:

Quitação de Financiamento Habitacional

Habitação CAIXA Serviços disponíveis

187
Deixe um comentário

86 Comment threads
101 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
76 Comment authors
  Subscribe  
mais recente mais antigo mais votados
Notify of
bruna

Olá, quando o contrato vem com a parcela desmembrada (Valor, juros, amortização, seguros e saldo devedor), é possivel considerar o valor da amortização mensal para calcular uma amortização extraordinaria, por… Read more »

bruna

No caso, se eu quisesse pagar 15 meses, por exemplo, era só multiplicar R$555,56 x 15? ou teria algum calculo especifico? PARCELA VALOR JUROS AMORTIZAÇÃO SALDO DEVEDOR 1 R$ 1.885,56… Read more »

bruna

aaaah, na tabela price, posso usar a mesma lógica? Parcelas valor Parcelas Amortizações Juros Saldo Devedor 1 1.130,86 432,51 698,35 36.276,02 25 1.130,86 679,87 450,99 23.026,27 51 1.130,86 1.109,75 21,11… Read more »

bruna

Entendi…que pena que não é tão fácil.. além do simulador que o bankline disponibiliza, tu terias a forma de calcular corretamente? tenho HP se necessário for! Gostaria de simular na… Read more »

Michele

TENHO UM FINANCIAMENTO NA CEF. Prestação do Mês Nº 35 Prazo do Financiamento 420 Taxa de Juros Contratual 10,6813 Ind.Reaj.Prest.Mês conf.C.Contratual 0,00000 Ind.Reaj.S.Dev.Mês conf.C.Contratual 1,00000 Categoria Profissional Taxa de Juros… Read more »

Alex

A amortização se dá via boleto. Pode ser pago em qualquer banco ou é necessário transferir os recursos para a Caixa?

Charlito

Grato pela atenção. Há possibilidade de, após os 420 meses, restar saldo residual, somente reduzindo parcela?

Considerando cenário ideal de inflação, TR e demais taxas = 0.

Charlito

Boa noite, estou tentando fazer um estudo de cenário comparativo entre comprar tempo e reduzir o valor da parcela, para deixar claro em gráfico a enorme vantagem de amortizar o… Read more »