Inicio ARTIGOS É possível ter outro financiamento de imóvel?

É possível ter outro financiamento de imóvel?

14403
COMPARTILHAR

É possível ter outro financiamento de imóvel? Em algumas situações é possível comprar segundo imóvel mesmo possuindo outro

É possível ter outro financiamento de imóvel?A primeira verificação que é feita pelo Banco que concederá o empréstimo é a análise econômico-financeira do proponente, ou seja, a renda familiar comprovada deverá suportar o pagamento da prestação do financiamento já existente e a nova prestação do segundo financiamento sem comprometer 30% da renda familiar apurada.

Comprometimento de renda

Posso financiar dois imóveis?

Posso financiar dois imóveis por bancos diferentes?

O segundo financiamento pode acontecer para um único devedor, ou para compor renda entre proponentes com vínculo de parentesco consanguíneo, cônjuges e entre homoafetivos, dependendo da política de cada banco financiador.

Veja mais:

Compor Renda para o financiamento imobiliário

Cabe salientar que cada situação tem suas particularidades e a análise é feita pelo Banco que concederá o financiamento mediante a documentação apresentada.

Itens que são observados e que podem interferir na aprovação do financiamento são: tipo de financiamento, limites do SFH caso seja pleiteado empréstimo neste sistema, valores de avaliação e de financiamento, idade do proponente mais idoso (em função do seguro), uso do FGTS, dentre outros.

Como fica a cobertura do Seguro?

Com relação à idade do proponente mais idoso, este item é que irá indicar o prazo de financiamento permitido porque a soma da idade em anos mais o prazo, não poderá ultrapassar a 80 anos e 6 meses.

Exemplificando uma situação hipotética: se um dos proponentes possuir exatos 65 anos na data da contratação, somente poderá financiar por 15 anos e 6 meses, independente de os outros participantes serem mais jovens.

A cobertura de seguro abrangerá todos os financiamentos efetivados e averbados junto à Seguradora (s).

Veja mais:

Seguro Habitacional: Veja os Detalhes

Posso usar FGTS no segundo financiamento?

Se este segundo financiamento for concedido no SFH, o participante que já tem um financiamento ativo e caso este tenha sido contraído no SFH, não poderá usar o FGTS, pois o direito fica sempre para o primeiro financiamento ativo no SFH.

Caso o primeiro financiamento seja fora do SFH, e este imóvel for residencial, o mesmo não poderá estar situado no local de ocupação principal ou de residência do proponente, considerando em ambas as situações as cidades limítrofes e região metropolitana, tampouco onde estiver localizado o imóvel a ser financiado.

Veja também:

FGTS e a propriedade de imóveis

Atentando que o uso do FGTS tem regras e pré-requisitos específicas de acordo com a legislação do Conselho Curador do FGTS, a qual deve ser atendida pelo(a)s Agentes Financeiros e Administradoras de Consórcios.

Valéria Viviane Corrêa de Freitas

Especialista Crédito Imobiliário 

OBS. do Click Habitação:

Quantos financiamentos posso ter em meu nome?

Você poderá financiar quantos imóveis a sua capacidade de pagamento na análise cadastral e de risco do banco puderem pagar os encargos mensais decorrentes.

Logicamente, existem linhas de crédito que limitam o número de financiamentos, em especial, com recursos do FGTS (Por exemplo: Programa Minha Casa Minha Vida e Programa Carta de Crédito FGTS).

Mas, os financiamentos com recursos da poupança ou de mercado (Por exemplo: SBPE e SFI) podem ser efetivados livremente.

A venda de imóvel financiado está cada vez mais sendo utilizada

A venda de um imóvel objeto de financiamento, por meio da transferência de financiamento não traz grandes complicações, e por isso mesmo tem cada vez mais sendo utilizada, considerando que o financiamento não impede a negociação, pelo contrário, pode facilitar a efetivação da compra.

A diferença é que o valor da venda será utilizado, primeiramente, para quitação do financiamento existente, e o restante será entregue ao vendedor, após o registro do contrato do Cartório de Registro de Imóveis.

Veja mais:

Transferência de financiamento habitacional

Financiamento Habitacional – O que considerar?