Inicio ARTIGOS Minha Casa Minha Vida – Direitos e Deveres

Minha Casa Minha Vida – Direitos e Deveres

10608

Programa Minha Casa Minha Vida nas Faixas II e III, e agora também na faixa 1,5, é financiado com recursos do FGTS: veja informações importantes sobre os contratos

Programa Minha Casa Minha Vida nas Faixas II e III é financiado com recursos do FGTS: veja informações importantes sobre os contratosDireitos e deveres do contrato

Atualmente as Faixas II e III do Programa Minha Casa Minha Vida incluem as pessoas com renda familiar de até R$ 6.500,00, sendo que estes valores são ajustados periodicamente pelo governo.

A garantia da dívida é o seu imóvel

No Programa Minha Casa Minha Vida, o seu imóvel é dado como garantia de pagamento ao financiamento feito com o Banco (CAIXA ou BB).

Isso significa que você pode morar na casa com a sua família, durante o tempo em que durar o contrato, mas não pode:

  • Deixar de pagar as prestações ou
  • Descumprir as regras até que o contrato dessa casa termine ou você pague toda a dívida.

Você pode perder o imóvel adquirido no Programa Minha Casa Minha Vida

Isso pode acontecer quando você atrasa o pagamento de duas ou mais prestações.

Nesse caso, a dívida é cobrada toda de uma vez e você não pode comprar outro imóvel com os descontos e vantagens do Programa Minha Casa Minha Vida.

Por isso, quando tiver qualquer problema para pagar as prestações, procure o Banco imediatamente.

Veja mais:

Programa Minha Casa Minha Vida – Esclarecimento aos compradores

Possui cobertura do FGHab

Os financiamentos habitacionais contratados no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida – PMCMV, com recursos do FGTS, são garantidos pelo Fundo Garantidor da Habitação Popular – FGHab, fato que dispensa a contratação de seguro habitacional obrigatório com cobertura de Morte, Invalidez Permanente – MIP e Danos Físicos ao Imóvel – DFI.

O FGHab é um fundo privado constituído com patrimônio próprio dividido em cotas, com prazo indeterminado, regido por Estatuto específico e pelas disposições legais e regulamentares que lhe forem aplicáveis.

Cabe à CAIXA administrar, gerir e representar judicialmente o Fundo. 

Esse fundo tem por finalidade conceder as seguintes garantias:

  • Quitação total ou parcial do saldo devedor do financiamento habitacional em caso de Morte e Invalidez Permanente (MIP) do comprador ou dos compradores;
  • Pagamento de despesas para recuperação de Danos Físicos no Imóvel (DFI);
  • Concessão de empréstimo ao comprador ou aos compradores para pagamento de prestações do financiamento habitacional em caso de desemprego e redução temporária da capacidade de pagamento.

O valor do FGHab varia de 2% a 7,14% sobre o valor da prestação (Amortização e Juros) e deve ser pago junto com a prestação habitacional.

Esse valor varia conforme o aumento da idade dos financiados, mas não pode ultrapassar 7,14%.

Veja como funciona:

1. O FGHab assume as despesas de recuperação relativas a Danos Físicos no Imóvel (DFI) em consequência de incêndio ou explosão, inundação ou alagamento, destelhamento causado por ventos fortes ou granizos e desmoronamento total ou parcial.

2. O comprador, seu sucessor ou herdeiro pode solicitar a quitação do imóvel nos seguintes casos:

  • Morte do comprador em nome de quem esteja o imóvel;
  • Invalidez permanente que impeça o desempenho de trabalho habitual de forma definitiva, desde que não esteja recebendo auxílio-doença.

Atenção:

  • Quando o imóvel a composição de renda foi feita por mais de uma pessoa (financiadas), a quitação pode ser apenas parcial (proporcional);
  • Não há cobertura para os riscos de invalidez permanente decorrente e/ou relacionada à doença manifesta em data anterior à assinatura do contrato de financiamento, de conhecimento do comprador e não declarada na proposta do financiamento ou decorrente de eventos comprovadamente resultantes de acidente pessoal ocorrido em data anterior à data de assinatura do contrato.

3. O comprador pode solicitar ao Banco a concessão de empréstimo por conta do FGHab para pagar prestações nos seguintes casos:

  • Perda de mais de 30% da renda familiar, na data da solicitação do comprador para a concessão do empréstimo por conta do FGHab;
  • Perda do emprego.

O empréstimo por conta do FGHab pode ser usado por quem:

  • Já pagou seis ou mais prestações do contrato;
  • Está em dia com todas as prestações nos meses anteriores à solicitação;

A solicitação do “empréstimo” é feita por escrito ao Banco, comprovando o desemprego ou a perda de renda;

Fique atento: o requerimento deve ser refeito a cada três prestações cobertas pelo FGHAB.

Lembre-se:

  • Cada vez que você utiliza o FGHab por perda de renda ou desemprego, deve pagar 5% do valor do encargo mensal;
  • O FGHab, em caso de desemprego ou perda de renda familiar, pode ser utilizado pelo prazo máximo de 36 meses. Esse prazo será calculado de acordo com a renda familiar bruta;
  • As prestações pagas pelo fundo deverão ser pagas por você com juros e correção monetária no final do período de utilização ou após 12 meses contados da última prestação assumida pelo FGHab (o que ocorrer primeiro).
    • Em caso de impossibilidade de pagamento imediato, o Banco pode parcelar ou inserir o valor da dívida no final do contrato (a data final do contrato será adiada).

Como acionar a cobertura do FGHAB:

Em caso de sinistro de MIP e DFI ou Perda de Renda, o Banco deve ser informado para acionar o pedido de cobertura junto à Administradora do FGHab.

Fim do FGHab

A lei 11.977 de 07/07/2009 que trata do Minha Casa Minha Vida prevê a concessão de garantia para até 2.000.000 (dois milhões) de financiamentos imobiliários contratados exclusivamente no âmbito do PMCMV.

Em dezembro de 2015, essa cota de 2 milhões chegou ao fim. Como não houve suplementação dessa quantidade, para evitar que os contratos de financiamento imobiliário ficassem sem cobertura de MIP e DFI, os Bancos incluíram a cobertura pelo seguro habitacional, com uso de apólices junto as seguradoras.

Isso significa que agora existe diferença no valor da prestação por conta do CESH. Ou seja, o comprador pode e deve escolher a proposta de seguro mais favorável ao seu interesse.

Para saber mais, veja o artigo:  Seguro: Veja os detalhes.

Dessa forma, antes de assinar, compare o valor praticado pelas seguradoras entre os Bancos que financiam pelo Minha Casa Minha Vida.

Atraso no pagamento das prestações

Caso haja atraso no pagamento das prestações, os valores serão acrescidos de multa de 2% ao mês e de juros de 0,033% por dia de atraso.

Recálculo e atualização

O contrato prevê a atualização mensal do saldo devedor pelo mesmo índice de atualização monetária das contas vinculadas do FGTS e o recálculo periódico do Encargo mensal, de acordo com claúsula contratual.

É importante informar que os reajustes do contrato não dependem do reajuste dos rendimentos dos devedores.

Problemas na construção

Quando o imóvel é escolhido diretamente pelo comprador, a responsabilidade pelos vícios construtivos é da construtora e não do Banco.

Caso você entre em contato com a construtora e não obtenha resposta, procure o Banco.

Programa DE OLHO NA QUALIDADE – CAIXA

Por meio do programa De Olho na Qualid​ade, o cliente pode registrar reclamações sobre ​as condições físicas do seu imóvel e exigir providências dos construtores.

As reclamações recebidas são encaminhadas diretamente aos construtores, que devem emitir um laudo de contestação ou resolver o problema no menor tempo possível.

Caso fiquem constatados vícios construtivos, como a utilização ou aplicação incorreta de materiais, as construtoras, seus sócios, dirigentes e responsáveis técnicos ficam impedidos de realizar novas operações de crédito até que o problema que deu origem ao apontamento seja solucionado.

Para receber sua reclamação, a Caixa colocou à disposição uma linha exclusiva, o 0800-721-6268. Lá você também pode tirar dúvidas, dar sugestões ou elogiar.

Em casos assim, você também pode procurar o PROCON, seu advogado ou a Defensoria Pública da União ou dos Estados.

Veja também:

Cuidados com o imóvel – Vício ou Defeito Construtivo

Fonte: CAIXA e Estatuto do FGHAB

309
Deixe um comentário

150 Comment threads
159 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
150 Comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
marcio rogerio lourenço

boa noite assinei o contrato de financiamento da minha casa minha vida em :junho de 2014 e a casa foi entregue em novembro e no mes de setembro de 2014 eu sofri um avc e estou sem trabalhar recebendo o auxilio doença e provavelmente vou ser aposentado por invalidez na minha proxima perícia que será dia 04/02/2019 se for confirmada minha aposentadoria por invalidez posso entrar com pedido de quitação da minha divida sobre o plano ??

Bom Dia
Gostaria de saber se posso quitar antecipadamente minha casa minha vida,sou faixa 01 .Vi que existe uma lei 11.977/2009 gostaria de saber se ainda esta valendo.

Viviane

Boa tarde! Financiei um imóvel por aquisição de terreno + construção com o programa Minha Casa Minha Vida que está em construção. Segundo o me cronograma de obras, o piso especificado é o porcelanato 60x60cm porém eu comprei um porcelanato 80x80cm. Além disso, no cronograma consta revestimento cerâmico e eu estou colocando um revestimento retificado. Queria saber quais são as consequências que isso pode trazer na próxima visita do engenheiro à minha obra. Ele pode pedir que o cronograma seja refeito? O valor do meu financiamento pode ser alterado por conta disso? Obrigada!

E.

Boa noite! Comprei um apartamento MCMV Faixa II em 2014 e desde então está fechado, pois não tenho condições de pagar o financiamento e morar nele. Não aluguei pois me informaram que não poderia alugar. Li em alguns comentários que vocês não veem impedimento para o aluguel. Teria alguma lei/jurisprudência confirmando isso? Vocês poderiam me informar? Desde já, obrigada!

Edson Geraldo Soares da Silva

Boa tarde, Equipe click habitação. Por gentileza poderiam me orientação sobre o seguro Fghab. No ano passado solicitei o seguro Fghab por motivo de desemprego, o mesmo ocorreu de agosto a outubro de 2017. Porém o agente bancário me assegurou que a quitação desse seguro só seria feito no final do financiamento, porem em setembro desse ano fomos pegos de surpresa com a cobrança em parcela única, Recorremos ao banco para mais esclarecimentos, o mesmo informou que não tem o que ser feito e tem que ser pago em parcela única, eu não tenho condições pois voltei ao mercado de… Read more »

Felipe

Boa tarde!

Já fiz uma pergunta aqui e surgiu outra dúvida. Estou na fase de assinatura do financiamento com a caixa (assinarei amanha) um representante me encaminhou um boleto no valor de R$ 699,41 dizendo ser custos da caixa. Como sou curioso fui pesquisar sobre e descobrir ser referente a um seguro de vida que é feito como uma espécie de venda casada. Se eu optar por não contratar esse seguro irá interferir no financiamento que irei assinar amanha com a caixa? Seria possível dizer quais as taxas são pagas (ex: taxa de abertura de crédito, etc).?

Felipe

Olá!

Estou negociando um imóvel pelo programa minha casa minha vida. Um consultora da caixa me informou que se eu fizer a amortização do meu financiamento antes dos primeiros 5 anos , estarei pagando o subsídio ao governo, mesmo utilizando o FGTS para amortizar.
Segundo ela apenas vale a pena amortizar após ter se passado 5 anos de pagamento normal (mês a mês). Gostaria de saber se essa informação procede, pois pesquisei e não encontrei em lugar nenhum essa informação.

Felipe

Obrigado!

Vocês são demais, esclareceram minha dúvida.

Silmara Borghetti

Boa tarde!
Tenho uma casa financiada pela caixa. Ja tenho 2 anos e meio afastada do meu trabalho recebendo auxilio doença. Continuei pagando as prestações assim mesmo. Tem alguma lei em que posso me embasar e pelo menos ate resolver minha situação de incapacidade laborativa e não pagar as prestações?
Obrigada.

Sergio

bom dia!
Estou com problema de mofo e bolor numa parede, meu armario que estava embutido nessa parede quase foi perdido pelos fungos da parede. Essa parede é a divisao do meu terreno com o terreno do vizinho, ja olhei que na ha nada encostado ou embutido nessa parede no lado do vizinho que cause umidade, o que posso fazer para obter reparos no meu plano minha casa minha vida tanto no imovel e ressarcimentos de bens perdidos caso tenha? Pode me confirmar se é 5 anos que tenho de tempo de seguro do imovel com a construtora e o banco?

Cleusa Spaki

olá! Meu porcelanato está todo manchado com aparência de engordurado não tem 1 ano que estou morando no imóvel. O fabricante emitiu um laudo dizendo que é característica comum do produto, só que o porcelanato da minha vizinha não esta com essa aparência. Pedi para a pessoa que me vendeu a casa resolvesse esse problema, ele mandou uma pessoa que se diz especialista no assunto no qual fez um polimento e piorou a situação. Para ajudar esse tal especialista alegou dizendo que as manchas era devido ao vinagre que utilizei no rejunte. Mas minha vizinha usa diariamente o vinagre no… Read more »