Dicas: Vender imóvel rápido e valorizado

Dicas: Vender imóvel rápido e valorizado

243
Fonte: InfoMoney
COMPARTILHAR

Empreendimentos no País ficaram 121,6% mais caros entre 2008 e 2013

compra e venda de imóveis - Dicas: Vender imóvel rápido e valorizado

Quem já vendeu um imóvel sabe que não é fácil agradar os compradores e, dependendo da situação, o tempo que leva para se vender a propriedade pode demorar mais do que o desejado.

São vários os motivos que podem atrapalhar o fechamento do negócio, como localização, segurança, feiras, barulho e até preços muitos elevados. Nos últimos anos, o Brasil passou por um boom imobiliário, tanto que um levantamento do Banco de Compensações Internacionais revela que os empreendimentos no País ficaram 121,6% mais caros entre 2008 e 2013.

Essa foi a maior valorização imobiliária do mundo no período. No entanto, ninguém quer perder dinheiro na hora de vender algo. Além disso, engana-se quem pensa que jogar o preço lá embaixo é a melhor alternativa para acelerar uma venda.

Segundo o sócio-diretor da Lopes, Rodrigo Gordinho, em dias de grande ofertas, como o período que o Brasil está passando, quem se preocupa com os detalhes se torna mais atrativo e pode pedir um valor mais alto.

Dicas para vender imóvel rápido e ainda aumentar o seu valor:

1­ O lugar perfeito

O diretor de relações institucionais da franqueadora imobiliária Paulo Roberto Leardi, Germano Leardi Neto, lembra que a maioria das pessoas sonha em morar em regiões próximas do trabalho e de onde estudam. “Em grandes metrópoles, como o trânsito está caótico, morar próximo de estações de metrô, de bancos e de supermercados é um atrativo a mais para um bairro. Com certeza, esses serviços por perto elevam bastante a procura e, consequentemente, o preço de um imóvel.”

Se o seu imóvel está perto de algo desse tipo, aproveite na divulgação da propriedade.

2­ Casa limpa e organizada

Quando você receber visitas para apresentar o imóvel, a casa precisa estar limpa e organizada. Lembre-­se, o cliente está procurando uma nova casa para morar e, portanto, ele precisa ter esse sentimento de casa nova logo de cara. “Se a casa estiver desarrumada e suja, fica difícil o cliente se imaginar vivendo lá. Vale a pena até investir em um serviço de limpeza antes de abrir as portas para visitas”, afirma Leardi.

Além disso, se o vendedor continua morando no imóvel, é importante que ele evite deixar cheiro de comida e a louça por lavar, pois isso vai deixar uma péssima impressão para os possíveis compradores.

3­ Decoração clean

Cores neutras e poucos quadros pendurados não interferem no gosto das pessoas e facilitam o interessado pelo imóvel a imaginar como será a decoração da futura casa. Procure também abrir espaço e deixar a casa mais ampla. Aposte em iluminação natural e tire do caminho grandes mobílias, desse modo, o comprador vai ter a real noção do tamanho do imóvel que ele está adquirindo.

4­ Artigos proibidos

Religião e futebol não se discutem, ainda mais em uma visita imobiliária. Procure esconder símbolos religiosos e artigos esportivos da vista dos visitantes. Algumas pessoas levam a sério demais esses assuntos e são capazes de até desistir da compra. Retratos familiares espalhados pela casa, por outro lado, agradam quem quer comprar a própria casa.

­ 5 Reformas rápidas

Lembre-se que comprar um imóvel é uma grande decisão, já que envolve muito dinheiro. Logo, dificilmente, alguém vai comprar uma propriedade com problemas estruturais ou com infiltração.

Uma pequena reforma e uma reforçada na pintura são indispensáveis nesse momento; no entanto, evite fazer um reforma integral pois isso leva tempo e pode ter altos custos.

6­ Visitas liberadas

Quem quer se livrar logo do imóvel não pode ficar enrolando para receber visitas. Esteja disponível para atender os possíveis compradores todos os dias e horários, inclusive aos finais de semana. Aliás, as pessoas costumam aproveitar o sábado e o domingo para conhecer imóveis.

7­ Cuide do jardim

Muitas pessoas esquecem que um jardim bem cuidado é importante na primeira impressão que o imóvel passa. Um levantamento realizado pelo Home Gain, um site internacional de marketing imobiliário, revela que um investimento entre US$ 400 e US$ 500 (R$ 1.098,40 e R$ 1373, de acordo com a cotação do Banco Central do Brasil do dia 17 de dezembro de 2014) em paisagismo, pode trazer um retorno quatro vezes maior.

8­ Placas de mais (e de menos)

O presidente da Re/Max Brasil, Renato Teixeira, lembra que o vendedor tem que tomar cuidado com a quantidade de placas de “vende­se” na frente do imóvel. Anúncios em excesso tendem a baratear a propriedade, pois dá a impressão de que o dono está querendo se livrar do imóvel.

Por outro lado, não colocar uma placa de “vende­se” impede que compradores em potencial saibam que o imóvel está à venda. “A propriedade precisa ser exposta para que as pessoas saibam que existe uma oportunidade de negócio”, afirma.

9­ Fotos

Hoje em dia, a maioria dos imóveis tem anúncios na internet. Para interessar os compradores, vale a pena investir em fotografias profissionais da propriedade para destacar o que o local tem de melhor. Caso ajuda profissional não seja possível, evite tirar fotos de cômodos desarrumados, camas por fazer, entre outros detalhes que podem desvalorizar a imagem.

10­ Corretor imobiliário

Na dúvida, contrate um corretor de imóveis para avaliar a propriedade, os preços praticados na região, determinar uma estratégia de venda, verificar a documentação e ajudar no que for necessário para fechar o negócio. Vale lembrar que a comissão do corretor vai de 6% a 8% do valor da venda.

Fonte: InfoMoney – Juliana Américo Lourenço da Silva

 

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE SUA PERGUNTA, COMENTÁRIO OU SUGESTÃO.