Quarto de bebê bem planejado

Quarto de bebê bem planejado

631
Fonte: Lugar Certo
COMPARTILHAR

Aproveitar espaço com decoração que pode ser adaptada quando o filho ficar mais velho é desafio para famílias ao planejar o quarto de bebê 

Quarto de bebê bem planejado continua funcional quando a criança cresce

O que fazer com a decoração do quarto de bebê quando a criança cresce? Para não perder todo o investimento e esforços gastos no início da vida da criança, a ideia é planejar uma decoração funcional e versátil. Para muitas pessoas, executar essas ideias se tornam bastante complicadas. Mas, não precisa se desesperar. O Lugar Certo recrutou alguns dicas das arquitetas Soraya Carneiro Leão, Bruna Lobo e Danielle Paes Barreto.

Passos para uma decoração funcional

1. Definir o espaço disponível do ambiente

Em tempos de apartamentos compactos como tendência no mercado imobiliário, é importante ter em mente a metragem do quarto do bebê

2. A escolha dos móveis

Para isso, vale apostar em projetos planejados, que possibilitam aproveitar melhor o espaço e, ao mesmo tempo, criar uma decoração mais durável à passagem do tempo. Comprar um berço em modelo reversível, que no futuro se transforme em uma mini cama, ou aproveitar o espaço na superfície da cômoda e planejar um trocador são algumas ideias. Já sobre os acessórios, as profissionais apostam no uso de itens mais sóbrios sem perder o encanto lúdico, que proporcionam personalidade ao ambiente. Quadros, bonecas e porta-retratos são algumas das sugestões.

3. Cores

As decoradoras aconselham o uso de cores mais neutras ou a mistura de tons. Cores fortes também são bem interessantes, mas devem ser empregadas com cautela, para não poluir o ambiente. “Cores vibrantes devem estar sempre associadas a tons básicos, como o branco e o bege. O vermelho e o laranja são pouco usados, mas podem dar um efeito bem legal. O cinza está começando também a ser muito utilizado em associação a tons de rosa ou de azul”, explica Danielle.

4. Iluminação

Nesse quesito, os abajures são ótimos aliados, pois proporcionam uma iluminação mais baixa para o bebê relaxar e também permite que a mamãe tenha melhor visibilidade para circular pelo quarto à noite, reforça a arquiteta.

5. Produção

Para quem acha sem graça ficar com um quarto sem detalhes nesse período, há soluções que podem resolver o problema. De acordo com as arquitetas, um recurso muito utilizado é a aplicação de adesivos nas paredes, pois são de fácil manutenção e permitem criar ambientes diferenciados. A dica é escolher temas que não sejam tão infantis ou de bebê. O ideal é optar por cores claras e neutras, como branco e bege, que se adequam a qualquer idade e são menos enjoativas.

Quarto de bebê bem planejado continua funcional quando a criança cresce

Fonte: Lugar Certo – Diário de Pernambuco

Veja mais:

Projeto Luminotécnico – A importância da luz artificial

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE SUA PERGUNTA, COMENTÁRIO OU SUGESTÃO.