Dicas para reformar apartamento

Dicas para reformar apartamento

COMPARTILHAR

Muita gente sonha em reformar o lar, seja por vontade de melhorar algum espaço, consertar algo que não está bom ou valorizar o apartamento para vendê-lo logo em seguida

Dicas para reformar apartamento

Se você está pensando em reformar apartamento, confira algumas dicas para realizar essas mudanças da maneira mais eficiente e segura possível.

Atenção com normas

Desde 2014 a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) estabeleceu algumas regulamentações para quem vai realizar uma reforma mais elaborada em seu apartamento – como instalar um ar-condicionado, abrir buracos, derrubar paredes, colocar ou tirar portas e janelas, entre outras ações. Antes disso, era muito comum que os moradores decidissem fazer alguma reforma em seus apartamentos sem informar ao síndico ou apresentar um relatório com a aprovação de um especialista, e essas obras têm grande potencial para prejudicar a estrutura do prédio.

Com a regulamentação da ABNT, o síndico precisa receber uma espécie de relatório de algum profissional capacitado (arquiteto ou engenheiro). Nesse relatório deve constar o que será feito, materiais usados, uma estimativa do tempo de duração da reforma e um termo assinado pelo profissional se responsabilizando pela obra – porém, ela não precisa ser realizada necessariamente pela pessoa que elaborou o projeto.

Como e o que reformar apartamento?

Tomar a decisão do que fazer na sua reforma deve ser baseado em dois aspectos: qual a sua finalidade e qual a sua necessidade com relação a essa obra? Ou seja, você está reformando seu apartamento para melhorar a sua qualidade de vida, ou a ideia é valorizar o apartamento e vendê-lo? Depois de ter seu objetivo bem definido, é hora de pensar como alcançá-lo, quais cômodos e aspectos precisam realmente de uma mudança, escolher os materiais e profissionais mais adequados – então, é preciso definir o que é realmente necessário.

Além disso, outras dicas também são muito importantes, como: elaborar um planejamento detalhado da obra, um cronograma, já decidir quais materiais serão usados e suas quantidades, ter um orçamento (e tentar se manter o mais fiel possível a ele):

Para quem quer revender seu apartamento:

Quem busca reformar para depois vender o imóvel deve ter atenção com alguns itens básicos e evitar ao máximo escolhas mais extremas em termos de gosto, adotando um estilo mais neutro. Caso o apartamento seja mais antigo, tenha atenção com o sistema hidráulico, troque canos, se preciso, e também renove os sistemas elétricos e de abastecimento de gás, caso necessário. Nas questões de acabamento, opte por cores neutras – como o branco ou cinza -, materiais mais universais como madeira, e renove a pintura de todos os ambientes, bem como o acabamento do chão.

Para melhorar o seu lar:

Aqui o importante é tomar medidas para aumentar o conforto de quem mora no apartamento. O relevante é levar em conta as necessidades atuais – e algumas futuras – dos moradores. Então, não se preocupe em atender gostos genéricos ou neutros. Mudanças mais drásticas, como instalar equipamentos de ar, quebrar paredes, trocar janelas e portas, entre outros, estão liberadas. O acabamento também pode ter mais a cara dos moradores, com cores mais vibrantes na pintura, materiais diferentes, como porcelanato colorido e papéis de parede, entre outros.

Rogerio Fonseca

Tibério construtora

Fonte da foto: Tibério Construtora – www.tiberio.com.br

Veja mais:

6 dicas para escolher o apartamento ideal

SEM COMENTÁRIO

DEIXE SUA PERGUNTA, COMENTÁRIO OU SUGESTÃO.