Inicio MEU IMÓVEL ALUGUEL Tudo que você precisa saber para alugar imóvel

Tudo que você precisa saber para alugar imóvel

927
COMPARTILHAR

Tudo que você precisa saber para alugar imóvel? Quais itens que devem ser observados e não podem ser esquecidos

Tudo que você precisa saber para alugar imóvelPara ajudá-lo no passo-a-passo, vou relatar minha experiência como locadora e locatária de um imóvel, para que nenhum item de importância seja esquecido.

Depois de tomada a decisão de que alugar é a melhor opção para o seu momento, você deve atentar aos seguintes itens:

Perfil de imóvel desejado

Para traçar o perfil do imóvel desejado, você deve definir o que entende ser necessário, ou desejável:

  • Tipo de imóvel: Casa, apartamento, quitinete, loft, flat, cobertura, duplex, loja ou garagem.
  • Características: Metragem do imóvel, quantidade de quartos e banheiros, cozinha, sala, vagas de garagem, jardim, condomínio.
  • Mobília: Com ou sem mobília (geralmente em apartamentos).
  • Localização: Qual região da cidade e que condições necessárias ele deve oferecer: comércio, meios de transporte, hospital, distância do local de trabalho.
  • Valor: Qual valor que cabe dentro do orçamento, lembrando que o ideal é sempre que o comprometimento de renda seja em torno de 20%, ou o menor possível.
  • Situação do imóvel: Reformado, original, com casa de fundos alugado ou a alugar, ou outras condições de relevância.

Em algumas situações, o perfil que queremos não condiz com o valor que temos ou os imóveis não apresentam a aparência ou situação desejada. Cabe então lembrar que nesse processo, você precise readequar o perfil ou gastar um pouco mais com reforma ou ajustes que julgar necessário.

Como escolher o imóvel

Quando se procura um imóvel par alugar, precisamos ter em mente a melhor forma de como achar o imóvel ideal no perfil desejado. Você pode procurar o imóvel por meio de uma imobiliária ou de anúncios autônomos. A internet hoje facilita a localização de imóveis para alugar das duas formas, mas anúncios em jornais e visitas no local desejado ainda são ótimas opções nessa busca.

A vantagem de se ter uma imobiliária é que você pode contar com a ajuda de um corretor de imóveis em busca do perfil desejado bem como contar com assistência profissional e jurídica na assinatura e manutenção do período de vigência do contrato.

Porém cabe lembrar que uma porcentagem do valor negociado será destinada a imobiliária, bem como o pagamento do primeiro aluguel, o que para o locador não é vantajoso.

Contrato de aluguel

A imobiliária ou locador exigirá documentos que comprovam a capacidade financeira para pagamento do valor do aluguel. Algumas imobiliárias exigem fiador. Outras podem oferecer outras opções como depósito em caução, seguro fiança e título de capitalização.

Uma vez aprovado, lembre-se: antes de assinar o contrato, leia atentamente todas as cláusulas contratuais. Abaixo enumeramos itens que consideramos primordiais:

1 – Nome, endereço e qualificação do proprietário do imóvel e locatário;
– Se houver fiador, os dados relativos a ele também devem constar;
3 – Endereço e descrição do imóvel;
4 – Finalidade da locação (residencial ou comercial);
5 – Data de início e fim do contrato, que geralmente são de 30 meses;
6 – Valor do aluguel e definição da multa, juros e correção monetária em caso de atraso do pagamento;
7 – Índice do reajuste do valor do aluguel (na maioria dos contratos, o índice utilizado é o IGPM – Índice Geral de Preços – Mercado);
8 – Forma e dia de vencimento onde os pagamentos deverão ser realizados;
9 – Tipo de garantia da locação, que pode ser fiança, caução ou seguro fiança;
10 – Identificação de todas as despesas que ficarão a cargo do locatário, como IPTU, taxas e prêmios de seguro contra fogo;
11 – Termo de vistoria, que deve constar as condições do imóvel. A vistoria deve ser feita antes da entrada no imóvel e após a saída do locatário;
12 – Condições no caso de rescisão, infração ou prorrogação de contrato.

O contrato passa a ter validade legal no momento em que todas as partes assinam: locador, locatário e fiador, se for o caso, bem como testemunhas. Em alguns casos, a imobiliária solicita reconhecimento de firma dos locatários, mas não é obrigatório.

No caso de verificação de necessidade de reforma de algum item, se considerado primordial, pode-se negociar desconto em algumas parcelas, pela benfeitoria realizada. Mas lembre-se, não faça sem negociar antes com o proprietário.

Importante: Prazo do contrato. Geralmente os contratos são firmados em 30 meses. Para saber se é vantajoso, veja a sua real necessidade e verifique quanto tempo você estima que ficará no imóvel. Isso é importante por conta das cláusulas de rescisão.

Se sair antes do previsto, poderão ocorrer pagamentos de multas ou taxas. Caso ultrapasse o período contratado, uma nova negociação deverá ser feita. Nesse caso, o locador pode exigir adequação do valor do aluguel de acordo com o mercado e o aumento pode ser maior que o índice de reajuste.

Na maioria dos contratos, é incluído clausula nos casos em que o locador venda o imóvel durante o prazo de vigência, onde consta o prazo que o locatário terá para deixar o imóvel.

Posse do imóvel alugado

Com a posse do imóvel, o locatário se torna responsável pelas despesas do imóvel, como: contas de água, luz, telefone, gás e condomínio, se for o caso.

A responsabilidade de solicitar o ligamento de água, energia e gás é do locatário. O contrato de aluguel bem como documentos pessoais é exigido junto à concessionária para o ligamento ou desligamento.

Condições para entrega do imóvel

A entrega do imóvel alugado pode ocorrer por solicitação do locador ou locatário. Tais condições devem constar no contrato de aluguel. Ambas as partes devem avisar e dar prazo, com antecedência.

Na entrega do imóvel, alguns documentos ou condições são solicitados. As mais usuais são:

1 – Informar a imobiliária, por escrito, com 30 dias de antecedência (carta ou e-mail);
– Trazer o comprovante de pagamento do consumo final bem como desligamento da conta de luz;
3 – Trazer o comprovante de pagamento do consumo final bem como desligamento da água;
4 – Trazer o último comprovante de pagamento de condomínio;
5 – Trazer o Nada Consta de Condomínio (quando houver);
6 – Trazer controle de acesso à garagem ( se for o caso).
7 – O imóvel deverá ser entregue conforme o Laudo de Vistoria;

Lembre-se: qualquer dúvida, sempre entre em contato com sua imobiliária ou proprietário.

Aluguel x Financiamento

Como saber quando o aluguel é mais vantajoso que o financiamento habitacional?

comprar ou alugar um imóvel A calculadora do aluguel da ZapImóveis faz a conta de qual é o valor mensal que torna indiferente a compra ou o aluguel de um mesmo imóvel, levando em consideração as informações fornecidas pelo usuário. Com essa informação, fica mais fácil para o interessado em um imóvel decidir qual a melhor opção do ponto de vista financeiro. Lembramos, porém, que outros aspectos não financeiros podem ser importantes para a decisão.

Calculadora ZapImóveis

Patricia Matayoshi

Especialista – Crédito Imobiliário

Veja mais:

Comprometimento de renda

Como declarar Aluguel de imóveis no Imposto de Renda

2 COMENTÁRIOS

  1. Boa Noite!

    Fiz um financiamento de habitacional pelo minha casa minha vida da caixa infelizmente com essa crise paguei somente uma prestação e hoje fui na caixa e o imóvel foi feita a retomada em dezembro 2016 porém não recebi nem um oficial de justiça tenho outro imóvel coloquei a venda para quitar as parcelas em atraso infelizmente não consegui vender, o atendente da caixa só me orientou que solicitasse uma demanda pra que possa saber se ele já foi pro leilão e me mandou aguarda um prazo de 15 dias, e ficar de olho que quando sair no leilão eu possa negociar pagando avista o valor pendente …. antes tentei negociar mas a caixa não aceitou a minha negociação fico preocupada porque enquanto não sai no leilão a divida do condominio vai aumentando porque lá na administradora ainda costa os meus dados como devo proceder.

    • Olá Lucilene

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Estranho você não ter sido cobrada pelo Banco…
      Mas, realmente pelo que relatou tem muitas prestações em atraso, assim cremos que o imóvel foi retomado pelo Banco.
      Você pode ter preferencia na recompra do imóvel. Veja as condições com o Banco.

      Sugerimos a leitura do artigo:
      Mutuários inadimplentes: atenção com retomada do imóvel

      Equipe Click Habitação

DEIXE SUA PERGUNTA, COMENTÁRIO OU SUGESTÃO.

Please enter your comment!
Please enter your name here