Comprometimento de renda

Comprometimento de renda

3569
Fonte: Click Habitação
COMPARTILHAR

Comprometimento de renda é um fator crucial na decisão da tomada de qualquer crédito, em especial no financiamento imobiliário

comprometimento de renda

Neste quesito, o mercado imobiliário trabalha com a margem de até 30% da renda familiar. Porém, nem sempre podemos efetivar o ideal, pois é muito importante a avaliar a questão da capacidade de pagamento.

O comprometimento de renda tem impacto maior de forma inversamente proporcional à renda mensal, assim os salários maiores podem ter um comprometimento maior e os salários mais baixos merecem atenção especial e um comprometimento de renda menor.

Por exemplo, qualquer variação positiva na cesta básica de alimentos tem um impacto muito mais forte para quem ganha até 5 salários mínimos, já quem ganha acima de 10 salários mínimos não impacta tanto. Os perfis de consumo e comprometimento dos gastos essenciais são bem diferentes.

O ideal é sempre que o comprometimento de renda seja abaixo de 20%, ou o menor possível. As rendas maiores podem suportar um comprometimento superior a 20%, dependendo do endividamento familiar.

Um levantamento do Banco Central mostra que sem incluir financiamento de imóveis, o endividamento médio das famílias brasileiras vem caindo aos poucos. Hoje está perto dos 30%. Mas quando a compra da casa própria entra no cálculo, o endividamento sobe e chega aos 45% da renda familiar.

Endividamento com casa própria é o que os especialistas em finanças chamam de dívida boa, positiva, porque, na verdade, a pessoa está formando patrimônio, mas eles alertam que o comprometimento da renda da família ou da pessoa com dívidas não deve ultrapassar os 30%, porque senão o sujeito começa a ter problemas para pagar o que deve.

Assim, as dívidas de crédito de consumo devem ser evitadas ou diminuídas, enquadrando-as no limite tolerável.

Uma alternativa inteligente para se compatibilizar a capacidade de pagamento do encargo mensal no financiamento habitacional no SFH é o uso do FGTS para pagamento de parte da prestação.

Você pode utilizar até 80% do valor do encargo total com FGTS e, também pode usar com até 3 prestações em atraso.

Veja mais:

Uso do FGTS para pagamento de parte da prestação

Capacidade de pagamento e Comprometimento de renda do pretendente ao crédito

Por regras estipuladas pelo Conselho Monetário Nacional – CMN os agentes financeiros (bancos) devem analisar a capacidade de pagamento do comprador, conforme:

O Encargo mensal é composto da prestação (amortização e juros) e acessórios (taxa e seguros)

  • A avaliação da suficiência da renda para pagamento do encargo mensal do financiamento deve ser efetuada com base em documentos que demonstrem as despesas e os rendimentos mensais declarados pelo pretendente ao crédito, considerando período de tempo que permita a verificação de despesas e rendimentos não recorrentes ou extraordinários, conforme as políticas de gerenciamento de risco de crédito da instituição concedente;
  • A avaliação da capacidade de pagamento deve levar em consideração o comprometimento da renda com outras obrigações financeiras previamente assumidas pelo pretendente ao crédito, bem como as despesas necessárias a suprir o seu mínimo existencial; e
  • O comprometimento de renda deve ser apurado com base no maior encargo mensal admitido contratualmente, na hipótese da existência de cláusula contratual que preveja a amortização negativa do saldo devedor em qualquer prestação ao longo do contrato ou a alteração da taxa de juros durante o prazo contratual, ainda que o exercício da cláusula seja prerrogativa do pretendente ao crédito.

As avaliações mencionadas acima devem levar em consideração as informações existentes na própria instituição concedente do crédito, no Sistema de Informações de Crédito (SCR), em sistemas de registro e em bancos de dados com informações de adimplemento.

As informações utilizadas para realizar a avaliação do risco de crédito, inclusive todas as informações relativas à avaliação do imóvel, devem estar documentadas e permanecer à disposição do Banco Central do Brasil durante a vigência do financiamento.

Veja também:

Financiamento Habitacional – O que considerar?

Análise dos Bancos

Análise de risco de crédito e Cadastro do Comprador

A análise de risco de credito tem o propósito de identificar o perfil do cliente individual ou dos compradores, a fim de aprovar crédito adequado as suas condições, considerando as informações econômicas e financeiras, informações demográficas, tamanho do grupo familiar e capacidade de pagamento.

A proposta de crédito a ser analisada considera as condições do cliente:

  • Impacto que esse compromisso terá na vida financeira do comprador e
  • Perfil das condições para cumprir os pagamentos das parcelas no tempo

As informações cadastrais dos compradores são de grande importância para a avaliação de risco de credito:

  • Dados pessoais e de endereço (nome, número do RG, escolaridade, estado civil, etc.);
  • Dados patrimoniais e de credito (bens, veículos, cheque especial e cartão de credito de outros bancos/lojas);
  • Dados econômicos (rendas, despesas, compromissos financeiros em outras instituições/lojas);
  • Identificação dos participantes do financiamento, inclusive todos os dados cadastrais.

Na análise de risco de credito são verificadas as informações cadastrais e de renda, portanto todas as informações dos clientes: renda comprovada e não comprovada, tipo de documento de comprovação de renda, documentos complementares da renda não comprovada, informações de compromissos serão avaliados.

A ausência de informações importantes ou a incoerência entre as informações cadastrais e o perfil do cliente influenciam diretamente os resultados da avaliação e os valores aprovados.

Assim, os compradores devem repassar as informações corretas e coerentes, sob o risco de não aprovação do crédito ou limitação do valor a ser autorizado.

Restrições Cadastrais 

O processo de análise de risco envolve a verificação da existência de restrições para os compradores.

São identificados atrasos nas operações de credito internos do Banco, os quais impedem a contratação de novos créditos.

As restrições externas nos cadastros, tais como: SERASA, SCPC e CADIN são analisadas para efeito de impedimento da aprovação do crédito pleiteado.

Identificada alguma restrição durante a avaliação, o credito não será aprovado.

Comprovação de Renda

As informações de Renda Bruta e Renda Líquida são as informações básicas para análise.

Documentos de Comprovação de Renda

Os principais documentos para comprovação de renda estão relacionados abaixo:

A seguir, vamos fazer algumas observações sobre algumas especificidades de alguns documentos utilizados na análise efetivada:apuração de renda - comprometimento de renda

Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF)

Normalmente é exigido para as pessoas que recebem qualquer tipo de rendimento acima do limite de isenção definido pela Receita Federal.

Os rendimentos de cônjuges ou dependentes devem ser separados do declarante principal para fins de identificação da renda individual de cada participante do financiamento.

São excluídos os ganhos esporádicos que não são considerados rendimentos mensais

(ex.: apólices e prêmios de seguros, indenizações, heranças, doações e similares).

DECORE – Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos

Esclarecemos que muitos Bancos não aceitam a utilização da DECORE isoladamente. Exigem os recolhimentos por meio de DARF do IR para comprovar rendimentos acima do limite de isenção da Receita Federal.

Outros exigem a Declaração de Imposto de Renda como comprovação de renda para substituir a DECORE.

Rendimentos sem Comprovação

Para os compradores que possuem rendimentos provenientes de atividades que não possuem documentos capazes de comprovar a renda, alguns bancos utilizam de documentação complementar a fim de constatar o perfil de consumo e atribuição de renda.

Neste caso podem ser utilizados:

  • Despesas básicas: Contas de água, luz, telefone;
  • Segurança: Contrato de seguro ou Previdência Privada;
  • Entretenimento: Assinatura de revista, Assinatura de TV a cabo.
  • Relacionamento bancário: Fatura de Cartão de Credito, Extrato de conta corrente com cheque especial.

Veja mais:

Compor Renda para o financiamento imobiliário

Capacidade de Pagamento

A capacidade de pagamento do cliente é calculada considerando as informações de renda e as características socioeconômicas do tomador ou do grupo familiar.

Utiliza-se o conceito de capacidade de pagamento, onde além dos fatores de renda comprovada e renda não comprovada (informal), aproveitam-se as informações do histórico de comportamento interno e externo do cliente (Ex. média de aplicações ou de utilização de crédito rotativo, registro de cheques sem fundos, inadimplências, etc.), além da situação cadastral, das condições do crédito pleiteado, da capacidade financeira e do cenário macroeconômico.

A partir das informações obtidas e cadastradas o sistema de risco de credito do Banco efetua cruzamento de dados, utiliza dados estatísticos e efetua os cálculos para encontrar a Capacidade de Pagamento adequada para cada proponente.

Além disso, a prestação máxima que um cliente pode assumir esta limitada a 30% do valor de sua renda, ou da renda do grupo familiar. Porém, em alguns casos esse limite pode ser menor, a depender das características do cliente e de seu perfil de risco.

Considerações Finais

A identificação da renda, da apuração da capacidade de pagamento e do comprometimento de renda são essenciais neste processo, pois garantem a disponibilização de valores compatíveis com a capacidade de pagamento do comprador.

O processo de análise de crédito visa identificar o perfil de risco de crédito do comprador e a probabilidade de ser um mau ou bom pagador, e gera um valor de parcela máxima para contratação.

O valor do crédito dependerá do prazo, taxa de juros, idade, sistema de amortização, etc. A renda, comprometimento da renda e capacidade de pagamento vão nortear a proposta de credito.

Algumas informações evidenciam que para os Bancos dentre os fatores mais preocupantes na definição da concessão do crédito destacam-se: comprometimento de renda e a quota de financiamento – LTV (relação entre o valor do imóvel e o valor do financiamento).

Outra questão é que alguns bancos diminuem o comprometimento máximo de renda, o prazo do financiamento e a quota de financiamento quando da opção pelo sistema de amortização PRICE.

Não há uma regra do CMN que limite do prazo do financiamento ou comprometimento de renda – os bancos que estabelecem cada qual tem seu critério de avaliação de risco e de capacidade de pagamento. O prazo, contudo, costuma ser de até 30 a 35 anos e comprometimento, de até 30% da renda.

Gilberto Ribeiro de Melo

Especialista – Crédito Imobiliário

Fonte:

Resolução CMN 4.271

Atualizado em 27/11/15

49 COMENTÁRIOS

  1. Bom Dia

    Posso ter meu crédito comprometido por conta de um financiamento de um carro e um CDC na CEF?

    Pretendo um crédito de R$ 102.000,00.

    Minha renda é de R$ 3.814,00

    Estou preocupada!

    Obrigada

    Daniele

    • Olá Daniele

      Boa Tarde!

      Já respondemos a pergunta anterior.
      Orientamos a aguardar a avaliação de risco do banco e verificar o valor que estará disponível de parcela para você financiar.

      Não temos como saber os critérios internos de avaliação de risco do Banco. Resta aguardar. Verifique com seu Gerente

      Equipe Click Habitação

  2. Bom dia

    Já entreguei a documentação para correspondente da CEF, e soube pelo corretor de seguros que tem o fator comprometimento de renda. Entra o financiamento de veículos e um CDC que tenho na CEF? Totaliza R$ 845,00 os dois. O imóvel que pretendo comprar e de R$ 120.000,00 e minha renda bruta e de 3.814,00.

    Obrigada desde já

    Daniele

    Obrigada

    • Olá Daniele

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que o banco irá efetivar uma avaliação de risco para verificar a parcela máxima que você poderá fazer no financiamento.
      Logicamente, o seu comprometimento com os créditos comerciais podem comprometer parte de sua renda disponível, mas se estiver pagando corretamente pode ser um fator positivo na sua avaliação de risco, também.

      Mas, pense, pois somados as 3 dívidas poderão comprometer mais de 50% da sua renda. Você conseguirá pagar tudo?
      O financiamento habitacional é de longo prazo e deve ser pensado com cautela com objetivo de comprar e depois quitar o financiamento, dentro do seu orçamento mensal.

      Equipe Click Habitação

  3. Não estou conseguindo me enquadrar no minha casa minha vida por que minha renda bruta passa um pouco do Maximo, e na outra opção que me enquadro os juros são horriveis, a ponto do imovel de 170 mil custar 100 mil a mais do que no minha casa minha vida.
    Detalhe que minha renda só passa do maximo por que recebo adicional noturno, e isso é provisorio. Como ficaria minha situação com uma baita prestação e sem o adicional. Por que não posso me enquadrar no minha casa minha vida agora?, não teria como desconsiderar o adicional noturno?, já que é algo que não é fixo no salario e eu posso a qualquer momento dependendo da necessidade da empresa ser colocado no turno do dia.

    • Olá Daniel,

      Boa noite! Agradecemos sua presença no Click Habitação.
      A apuração de renda é feita considerando todos os valores recebidos. Não há como desconsiderar esse recebimento uma vez que você recebe esse valor.
      A lógica da apuração é qual o valor que você está recebendo no ato da contratação do financiamento.
      Se no futuro você deixar de receber esse adicional você pode apresentar a nova renda e se enquadrar no Minha Casa Minha Vida.
      Caso contrário, não há como enquadrar. É a regra do Agente Operador do FGTS

      Equipe Click Habitação

  4. Boa noite
    Fui aprovada na pre analise de credito do financiamento . O banco me liberou 90 mil , não foi o que eu esperava mais liberou esse valor. Ja foi feita a engenharia do imovel agora vou preencher o formulario. Porém durante esse periodo eu tive um gasto no cartão de credito de 300 reais . Mas ja paguei . Gostaria de saber se esse gasto mesmo pago ira interferir no financiamento?
    Obrigado!

    • Olá Ingrid

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que este tipo de movimentação não atrapalha em nada, desde que você me mantenha dentro do limite de crédito do cartão estabelecido pelo Banco.

      Equipe Click Habitação

  5. o noivo de minha filha financio um apto na planta e ja estao pagando a dois anos o valor de 650,00 so q ue eles terminaram o relacionamento e ja pagaram 22mil e quer passar o financiamento para ela so que ela ganha salario de 1600,00 e ganha por fora uns 600 mensal de vendas autonoma.
    O que ela deve fazer para passar para ela ?
    Ela vai pagar a parte dele pq pagavam juntos so que esta no nome dele o refinacimento abate esses 22mil?
    Ela tem q depositar mensal ao banco esse valor de 600 reais para juntar com o contracheque
    obrigado

    • Olá Sandro

      Bom dia! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que deverá procurar a Construtora para verificar a possibilidade de efetivar a transferência do financiamento.
      Precisa verificar as condições com a Construtora.
      Qualquer dificuldade peça ajuda ao PROCON para auxiliar na negociação.

      Se foi financiado junto ao Banco deverá procurar o Banco para verificar as condições de transferência de parte ideal. Neste caso, a sua filha terá que ter condições de financiar sozinha e pagar o encargo total.
      Veja no artigo:
      Transferência de financiamento habitacional

      Equipe Click Habitação

  6. Boa noite! Parabéns pelo texto, amei, muito esclarecedor, li todas as perguntas e respostas.
    Minha dúvida é a seguinte, vou financiar um imóvel de 215 mil, vou dar o fgts de 35 mil de entrada, as parcelas serão se mais ou menos 1777,00 cabe certinho nos 30% da minha renda que é de 8.500, tenho um carro financiado com parcelas de 770 e um empréstimo de 960, será que o banco aprova meu financiamento?? Outra dúvida é pago 500 de aluguel, devo informar esse valor real ou melhor informar um valor maior e mostrar que eu consigo pagar o financiamento pois já pago algo similar de aluguel?

    Desde já agradeço a atenção, no aguardo

    • Olá Priscila

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que conforme consta no texto que análise de risco de crédito e definição do valor disponível para crédito tem inúmeros fatores e cálculos, assim não dá para precisar. Em especial, pois pode variar de banco para banco.
      Fique tranquila. Cremos que você não terá problemas na aprovação.

      Equipe Click Habitação

  7. Prezados, bom dia.

    Gostaria de entrar num financiamento de casa e juntar renda com outra pessoa. Pergunto se após a assinatura do contrato essa pessoa pode se desligar e em quanto tempo.

    Atte.,
    Marcia Regina

    • Olá Marcia Regina

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que a compra de imóvel em composição de renda com outra pessoa tem vantagens e desvantagens. Sugerimos a leitura do artigo:
      Compor Renda para financiamento imobiliário

      Com relação a efetivar a transferência de parte ideal para você poderá ser efetivada a qualquer momento, desde que tenha capacidade de pagamento para arcar com o encargo mensal sozinha.

      Mas, terá custos: ITBI, registro e tarifa de contratação com o banco. Vale a pena?

      Equipe Click Habitação

  8. Olá Boa noite!
    Parabéns pela matéria, muito boa
    No meu caso eu tenho uma dúvida , eu acabei de assinar um contrato com uma construtora e assinei uns formulários da cef
    Isso significa que ja esta aprovado meu financiamento?
    Caso não, o uso de cartão de crédito pode interferir na aprovação comprometendo a minha renda?
    Lembrando que so assinei formulário, mas ainda não fui chamado pelo banco
    aguardo resposta
    Obrigado!!!!!

    • Olá Diogo,

      Boa noite! Agradecemos sua presença no Click Habitação.
      O fato de ter preenchido formulários não significa que foi aprovado o financiamento.
      Para isso, você deve passar pela análise de crédito, avaliação do imóvel pela engenharia do Banco com pagamento dessa taxa e análise de documentos pessoais e de renda.
      A análise de crédito varia de cada banco, onde são considerados seu perfil, se possui restrição cadastral bem como outras dívidas em outros Bancos.
      Para saber mais veja o artigo Crédito imobiliário em cinco passos.

      Equipe Click Habitação

  9. Ola boa noite,
    Estou tentanto financiar um apartamento com minha esposa, no entanto, ja fazem uns 4 meses que eu estou sempre entrando no cheque especial da minha conta, você acha que isso pode atrapalhar na minha aprovação do financiamento?

    Att,

    • Olá Luiz

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que se você não estiver ultrapassando o limite de crédito do cheque especial cremos não haverá problema algum.

      Mas, o fato de estar com dificuldade financeira pode preocupar, pois a compra do imóvel tem uma série de custos. Você tem de ter uma reserva de 3 a 7% do valor do imóvel para cobrir estes custos. Veja nos artigos:
      Custos para comprar imóvel
      Financiamento Habitacional – O que considerar?

      Equipe Click Habitação

  10. Tenho uma renda de 12300,00 e quero financiar 200000,00 em parcelas de 2180,00. Minha preocupação que tenho emprestimos de 2000,00 descontado em folha de pagamento, isso pode atrapalhar o financiamento.

    • Olá Elmo

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que os bancos levam em consideração eventual dívida parcelada no mercado financeiro. Eles tem informações.
      Mas, tudo depende do sistema de avaliação de risco do Banco.

      Orientamos a efetivar o cadastro e pedir a avaliação de risco e crédito para poder verificar. Cremos que será viável.

      Equipe Click Habitação

  11. Ola eu quero saber se depois do contrato assinado, registrado em cartório e entregue ao banco. Se eu fizer um financiamento de um automóvel. A perigo do banco não libera meu financiamento imobiliário?

    • Olá Eduardo

      Bom dia! Agradecemos a presença no Click Habitação
      Considerando que se seu contrato foi assinado e registrado a sua preocupação deve ser pagar as prestações e trabalhar para a quitação o mais rápido possível. Boa sorte!

      Equipe Click Habitação

  12. Olá, eu recentemente entrei com um processo para financiar meu imóvel novo pela Caixa, já fui aprovado pela análise de crédito da construtora e o meu cadastro já foi encaminhado para Caixa, onde eu posso acompanhar o andamento do meu processo. Recentemente recebi o numero do contrato para acompanhar a proposta e vi que está em andamento com informações de que meu financiamento foi aprovado, todos os participantes foram devidamente cadastrados sem restrições, e que o imóvel estava com tudo nos conformes, porém ainda estavam na etapa de análise de documentação e ainda aguardo a assinatura do contrato. Minha duvida é se tem algum problema eu ter contraído uma carta de consórcio de uma moto no valor de R$ 270 mensais e isso influenciar na não aprovação do meu financiamento. Minha renda informada é de R$ 3.500,00 e as parcelas calculadas do financiamento ficaram em torno de R$ 850.

    • Olá Willamis

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que a análise de crédito é efetivado pelo Correspondente Bancário. Se o crédito foi aprovado, agora o banco vai analisar a conformidade da documentação e estiver tudo certo vai marcar a assinatura do contrato.

      Equipe Click Habitação

  13. Boa noite! Estou tentando um financiamento bancário junto a minha esposa, onde a renda se enquadra e temos o valor para entrada, porém fizemos uma pré análise na Caixa e a mesma reprovou por conta de uma dívida no BACEN, e uma dívida antiga tipo + de 10 anos. Fazendo um acordo e pagando já a dívida, será q consigo aprovação e meu nome sai do BACEN? Obs: não vou poder pagar a dívida integral pois como sabemos uma dívida de cheque especial em mais de 10 anos ficará um valor absurdo devido os juros corridos, mas vou sim fazer um acordo q fique bom para ambos.

    Obrigado!!

    • Olá Romualdo

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Estamos achando estranho uma dívida com mais de 10 anos pendente no cadastro informativo de crédito, a não ser que ela tenha sido ajuizada na justiça ou protestada, pois o prazo de permanência máximo é de 5 anos.

      Se você negociar a dívida o credor deverá retirar a restrição no cadastro e possibilitará a aceitação da concessão de financiamento pelo Banco.

      Equipe Click Habitação

  14. Olá, estou pretendendo realizar um financiamento para construção na Caixa, mediante a alienação de um terreno que tenho(escritura em dias) no valor de 150.000,00. Sou empregado com carteira assinada, salario de 1.800,00, tenho um renda extra de 3.400,00. Tenho apenas um cartão de credito com limite de 4.400,00 da propria Caixa, ah também tenho conta corrente, poupança e salario na caixa . gostaria de saber se esse cartão de credito influencia negativa, ou positivamente no financiamento? as contas também tem um limite pre aprovado de 1.900,00(isso conta na analise de crédito, se sim de que forma?

    • Olá Rafael

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que o sistema de avaliação de risco dos bancos não é aberto, infelizmente não temos como descobrir as formas de avaliação.
      Mas, cremos que você utiliza o cartão e efetiva os pagamentos dentro dos prazos será um fator positivo – bom pagador.
      Além de já possuir conta salario, poupança e conta corrente no banco (tempo de relacionamento) – fator positivo.

      Equipe Click Habitação

  15. Tenho renda de 2110 e na simulação do financiamento deu parcelas de 633 mas na hora de mandar pro banco so aprovou parcela de no maximo 523 . Nao tenho emprestimos pq aprovou menos que 30% da minha renda? Como posso fazer para aprovar meu financiamento

    • Olá Ayron,

      Agradecemos sua presença no Click Habitação!
      A aprovação do percentual de comprometimento de renda não depende somente da existência de dívidas, mas de outras características do seu perfil ou do financiamento escolhido.
      Esse resultado varia de Banco para Banco.

      Equipe Click Habitação

  16. Boa noite, eu tive alguns cheques que voltaram enquanto eu estava em um outro estado, fui atrás do banco há alguns anos mas eles me disseram que só indo até a minha agencia que ficava no estado que eu devia para resolver, resumindo ficou inviável e a conta caducou, meu nome está “limpo” para os externos. Com um emprego público estável e uma renda de 3mil brutos, corro risco de ser negado ao tentar financiar um imóvel no valor de 140mil?

    • Olá Johnny

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que para fins de cadastros informativos de créditos a informação restritiva é excluída após 5 anos.
      Agora, o Banco original teve ter a informação em seu cadastro interno.

      Entendemos que nos demais bancos não haverá restrição a concessão de crédito por esse motivo. Mas, você passará pela avaliação de risco de crédito do banco como qualquer pessoa.

      Equipe Click Habitação

  17. ola tenho uma renda bruta de 2068,00 trabalho a 4 anos na mesma empresa, mas ao tentar um financiamento de imóvel na caixa econômica liberou parcelas de apenas 326,00 ao mês, o gerente da caixa disse que tenho renda comprometida no BACEN, não sei oque isso significa tendo em vista que não tenho empréstimos, financiamentos nada em meu nome… pode me ajudar a entender e indicar onde posso consultar esse comprometimento de renda ?? agradeço o apoio

    • Olá Miriane

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que os bancos, por meio do Banco Central, tem acesso a informações de crédito no mercado.
      Assim, na pesquisa cadastral o Banco deve ter localizado algum empréstimo (Consignação, crédito pessoal, etc) com o seu CPF.
      Oriento a pedir ao Banco indicar a origem desse comprometimento. Verifique e denuncie, se for fraude, ao Banco Central.

      Equipe Click Habitação

  18. Gostaria de saber se corro risco de não aprovação do financiamento por conta de um período em que estava com restrição (3 meses atrás). Renegociei minha dívida com o banco e hoje não tenho mais restrição, porém pago mensalmente a prestação dessa dívida. Outra pergunta é se a prestação de um consórcio de veículo entra no cálculo de comprometimento de renda.

    • Olá Fabio

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que se a restrição foi resolvida ela não aparece mais para os demais Bancos.
      Logicamente onde você tinha a restrição pode guardar essa informação e usar na avaliação de risco.

      Os Bancos tem acessos, via Banco Central, dos créditos e financiamentos efetivados no mercado financeiro.
      Cada banco tem sua política de crédito, assim varia o que considera ou não.

      Equipe Click Habitação

  19. Boa tarde. Cinco dias depois de assinar o contrato fiz um empréstimo de 1500 reais em outro banco para inteirar as despesas de cartório. Quando o contrato voltar posso ter problemas para a liberação do dinheiro para o vendedor ou eles fazem análises de comprometimento de renda somente antes de assinar o contrato?

    • Olá Moara,

      Em complementação informamos que a análise de capacidade de pagamento é prévia a assinatura do contrato.
      Fique tranquilo.

      Click Habitação
      Fique atualizado com o conteúdo do Click Habitação!
      Inscreva-se no site: http://www.clickhabitacao.com.br/
      ASSINE NOSSO NEWSLETTER

  20. Estou para encaminhar o financiamento de uma casa no valor de R$144.800,00. Minha renda bruta é de R$ 1.975,00 e pela simulação o valor da parcela dá exatamente os 30% do meu salário. Única dívida que possuo, é o FIES, porém, eu ainda não o pago, estou na fase de carência, onde pago a cada três meses a amortização de R$ 50,00. Além da renda em holerith, tenho renda extra variável, que não é declarada, recebo direto na conta corrente. Será que consigo aprovação apenas com a renda bruta? Caso seja necessário, posso agregar a renda que recebo extra, sem declaração a fim de aprovar o financiamento?
    Obrigado.

    • Olá Ilton,

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que os Bancos não utilizam somente o valor da renda para apuração da capacidade de pagamento. Você preencherá uma Ficha Cadastral, onde colocará as suas rendas (formais e informais) e relacionará as suas despesas mensais inclusive os empréstimos atuais.
      No sistema de apuração de cada Banco existem fórmulas e índices para apuração da capacidade de pagamento mensal, que levam em consideração dados do seu cadastro e dados de mercado.
      O que determinada a aceitação do Banco é analise de risco de crédito e capacidade de pagamento apurados pelo sistema interno.

      Como dissemos no artigo “o ideal é sempre que o comprometimento de renda seja abaixo de 20%, ou o menor possível. As rendas maiores podem suportar um comprometimento superior a 20%, dependendo do endividamento familiar.”

      Para a renda familiar citada comprometer 30% com o pagamento da prestação da casa própria é alto.
      Uma sugestão para aliar os pagamentos mensais é utilizar o FGTS, se possuir, para pagamento de parte da prestação.
      Você pode pagar até 80% da prestação com FGTS, seria uma boa saída, até o aumento da renda familiar possibilitar um folga de renda.
      Sugerimos ler o artigo:
      Pagamento da prestação com FGTS

      Click Habitação
      Fique atualizado com o conteúdo do Click Habitação!
      Inscreva-se no site: http://www.clickhabitacao.com.br/
      ASSINE NOSSO NEWSLETTER

  21. oi estou tentando financiar com uma renta total de 2.300 um apartamento na planta que custa 170.000,vou dar entrada e dividir ate sair o apartamento.
    o financiamento saiu 700 reais, vc acha que é ariscado essas parcelas ? pq ela compromete extamente os 30%, e ainda tem o condominio agua, luz.
    Vou fazer pelo bb, é mais provavel ou improvavel que esse financiamento saia ?

    • Olá Lidiane,

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Como dissemos no artigo, justamente em função de outros compromissos básicos, alguns citados por você, “o ideal é sempre que o comprometimento de renda seja abaixo de 20%, ou o menor possível. As rendas maiores podem suportar um comprometimento superior a 20%, dependendo do endividamento familiar.”
      Para a renda familiar citada comprometer 30% com o pagamento da prestação da casa própria é alto.

      Uma sugestão para aliar os pagamentos mensais é utilizarem o FGTS, se possuírem, para pagamento de parte da prestação.
      Vocês podem pagar até 80% da prestação com FGTS, seria uma boa saída, até o aumento da renda familiar possibilitar um folga de renda.

      Sugerimos ver o artigo do nosso SlideShare:
      Uso de fgts na prestação

      Click Habitação
      Fique atualizado com o conteúdo do Click Habitação!
      Inscreva-se no site: http://www.clickhabitacao.com.br/
      ASSINE NOSSO NEWSLETTER

  22. Boa noite.
    Bom possuo uma renda de 5500 R$ sendo que TB possuo 870,00 R$ de empréstimo descontados no contra cheque e um financiamento de veículo na BV financeira de 689,00 R$, gostaria de saber se vou conseguir que a caixa autorize o financiamento de construção, sendo que as parcelas serão de 1070,00 R$ tendo em vista meus empréstimos, a margem que tenho vai liberar essa parcela? O que vocês acham? Obrigado.

    • Olá Diego,

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que os Bancos utilizam atualmente a capacidade de pagamento e não a renda para calcular a margem da parcela aceita para a pessoa.
      Assim, existem fatores de avaliação de risco que não temos acesso, pois estão implícitos nos sistemas internos dos bancos.
      Os Bancos tem acesso aos seus empréstimos no mercado financeiro.
      Pelo dados apresentados os valores estão “apertados”, mas é possível o enquadramento.
      Cabe preencher a Ficha Cadastral e aguardar a avaliação a ser efetivada pelo sistema do Banco.

      Click Habitação
      Fique atualizado com o conteúdo do Click Habitação!
      Inscreva-se no site: http://www.clickhabitacao.com.br/
      ASSINE NOSSO NEWSLETTER

  23. Estou fazendo o financiamento de minha casa (parcela ficará em torno de R$ 1450,00), mas tenho também em andamento o financiamento de meu carro que tem uma parcela de R$ 1500,00 reais mensais (restam 23 parcelas). Possuo uma renda de R$ 6.000,00 mensais. Gostaria de saber se há risco de não aprovarem o meu crédito considerando que já tenho outro financiamento em andamento.

    Desde já agradeço pela atenção.

    • Olá Mauro,

      Agradecemos a presença no Click Habitação!

      Esclarecemos que os Bancos não utilizam somente o valor da renda para apuração da capacidade de pagamento. Você preencherá uma Ficha Cadastral, onde colocará as suas rendas (formais e informais) e relacionará as suas despesas mensais inclusive os empréstimos atuais).
      No sistema de apuração de cada Banco existem fórmulas e índices para apuração da capacidade de pagamento mensal, que levam em consideração dados do seu cadastro e dados de mercado.

      O que determinada a aceitação do Banco é analise de risco de crédito e capacidade de pagamento apurados pelo sistema interno.
      Logicamente o Banco levará em consideração o Encargo mensal da outra dívida na apuração da capacidade de pagamento.

      Click Habitação
      Fique atualizado com o conteúdo do Click Habitação!
      Inscreva-se no site: http://www.clickhabitacao.com.br/
      ASSINE NOSSO NEWSLETTER

  24. Olá, primeiro de tudo parabéns pela materia, muito boa!
    Bem, estou com uma dúvida. Eu vou financiar um imóvel e o valor da parcela do financiamento
    cabe direitinho dentro do limite de 30% da renda. Minha duvida é se as outras despesas que eu tenho como:
    carta de consorcio, aluguel, luz, internet, tv a cabo etc… essas despesas entram para o cálculo do comprometimento
    de minha renda ou o banco só precisa saber se a parcela do financiamento só vai comprometer 30% de sua renda e o resto nao importa?

    Obrigado

    • Olá Felipe

      Obrigado! Mas, nós que agradecemos a sua presença no Click Habitação!

      Com relação a sua indagação esclarecemos que os bancos passaram a considerar o conceito de capacidade de pagamento, assim na Ficha Cadastral que você preencherá existem campos com relação as suas receitas (renda formal e informal) e as suas despesas (Ex. escola/faculdade, alimentação, vestimenta, luz, água, etc).

      Nos sistemas de avaliação de risco e capacidade de pagamento existem cálculos e fórmulas para aferir a consistência dos dados, bem como, utilizam informações em bases de dados externas, estimativas, etc.

      Existem outras análises e variáveis que são consideradas e variam de banco para banco.
      Assim tudo importa e será considerado, ou seja, utilizam informações que você fornecerá e informações de mercado para aferir a sua capacidade de pagamento, além do seu histórico de pagamentos, informações em cadastros de crédito, dentre outros.

      Click Habitação
      Fique atualizado com o conteúdo do Click Habitação!
      Inscreva-se no site: http://www.clickhabitacao.com.br/
      ASSINE NOSSO NEWSLETTER

DEIXE SUA PERGUNTA, COMENTÁRIO OU SUGESTÃO.