Como diminuir valor da prestação habitacional?

Como diminuir valor da prestação habitacional?

3517
Fonte: Click Habitação
COMPARTILHAR

O que posso fazer para diminuir valor da prestação habitacional? Conheça quais alternativas o Banco pode oferecer para ajudar em momentos mais difíceis para pagar a prestação habitacional

Diminuir valor da prestação habitacional

Existem momentos em que durante o curso do financiamento habitacional, o pagamento da prestação pode ficar mais difícil. Isso porque gastos inesperados podem ocorrer e pegar a gente desprevenido, um dos participantes do contrato pode ter uma redução do valor da renda, ou qualquer outro motivo que podem ocasionar essa dificuldade temporária.

Quando você tem essa consciência e a responsabilidade pelo pagamento em dia da prestação habitacional, você pode procurar o seu Banco e verificar quais possibilidades para diminuir valor da prestação habitacional.

Mas lembre-se, você deve estar adimplente para facilitar essa negociação com o Banco.

Não consigo pagar o valor da prestação habitacional. O que fazer?

Conheça as quatro (4) opções que os Bancos podem oferecer. Veja se alguma delas encaixa na sua situação e qual é a mais vantajosa.

FGTS para pagamento de parte de prestação

O uso do FGTS para pagamento de parte da prestação visa amenizar financeiramente o comprador do desembolso mensal integral com pagamento dos encargos dos contratos habitacionais.

As condições para uso do FGTS seguem as seguintes condições:

  • Dispensa da comprovação de renda familiar;
  • O limite para abatimento com FGTS é de até 80% do encargo período (prestação e acessórios) durante as 12 prestações – a Conta vinculada do FGTS deve ter saldo disponível para tal, caso contrário poderá ser abatido o percentual que suportar, não ultrapassando os 80%;
  • No caso de contrato inadimplente, pode ser atendido se estiver com até 03 prestações em atraso. Neste caso, o FGTS cobre o percentual previsto, conforme o saldo da CV, dos encargos em atraso e provisiona o abatimento para os próximos 09 encargos mensais a vencer;
  • As quotas do FGTS que forem debitadas para abater o encargo mensal, depois de incluídas no contrato de financiamento, recebem juros e correção monetária mensalmente pelo mesmo critério das cadernetas de poupança, ou seja, todo mês o valor líquido do encargo mensal a pagar vai reduzindo, enquanto que os juros aplicados no saldo das contas vinculadas do FGTS são inferiores ao utilizado nas cadernetas de poupança.

Caso tenha saldo na conta vinculada, você pode renovar o uso a cada 12 meses. Basta solicitar ao Banco, assim que estiver prestes a vencer o 12º encargo com uso do FGTS.

Veja exemplo de como calcular o valor da prestação com base do valor do saldo do FGTS na conta vinculada.

Exemplo uso de FGTS encargo mensalPara saber o saldo da conta vinculada do FGTS, veja o artigo: Como consultar extrato do FGTS.

Portabilidade de seguradora e /ou apólice

Durante a vigência do contrato de financiamento, o cliente pode solicitar alteração de apólice a qualquer tempo desde que o CESH – Custo Efetivo do Seguro Habitacional seja inferior a apólice atual.

A portabilidade de seguro pode ocorrer entre:

  • Apólices com as Seguradoras que já trabalham com o Banco
  • Apólices com outras do Mercado
  • Apólices coletivas do próprio Banco que estiver em vigor na data da alteração.

Como solicitar

O primeiro passo é cotar e obter proposta da nova apólice de seguro habitacional dentre as constantes no mercado securitário e aprovada pela SUSEP.

A apólice deve apresentar cobertura para MIP – Morte e Invalidez Permanente e DFI – Danos Físicos ao Imóvel.

O prazo de vigência deve corresponder a todo período remanescente do contrato.

A nova apólice passa a vigorar a partir da 3ª prestação após a solicitação.

Como comparar

Anote os dados atuais do seu financiamento (você pode obter no boleto):

  • Saldo Devedor
  • Valor do Seguro

Faça uma simulação no Banco como se fosse adquirir um novo financiamento, na mesma modalidade contratada. Simule os dados reais do imóvel, porém altere o valor da entrada para que o Saldo Devedor fique igual ao Saldo Devedor atual (anotado) e altere o prazo subtraindo o prazo inicial da quantidade de meses já pagos.

Segue exemplo de contrato CAIXA:

Diminuir valor da prestação habitacional simulação portabilidade seguro

Atenção: pegue os dados da seguradora com menor valor atualmente para saber a real queda.

Veja a diferença multiplicada pelo prazo restante do contrato. É uma economia de pelo menos R$ 3.978,80. Quanto mais antigo seu contrato, mais chances desse valor diminuir.

Faça a comparação. Não custa nada! Saiba mais no artigo Portabilidade do seguro habitacional.

Amortização com Redução de Prestação

Amortização do saldo devedor de financiamento imobiliário é uma ótima alternativa para acelerar a liquidação do financiamento ou amenizar financeiramente o compromisso assumido em longo prazo.

Existem duas opções de amortização:

  • Amortizar para redução da prestação ou;
  • Amortizar para redução do prazo remanescente do financiamento.
Nas duas formas, pode-se utilizar recursos próprios e/ou FGTS, inclusive mesclar as duas opções na mesma amortização.
Não há cobrança de tarifa pelos Bancos para esse tipo de serviço.
O que ocorre quando você reduz o encargo quando amortiza:
  • Reduzirá o saldo devedor com o valor da amortização;
  • Prestação (Amortização e Juros) será reduzida proporcionalmente ao valor amortizado no saldo devedor;
  • Seguro mensal de Morte e Invalidez Permanente – MIP será reduzido proporcionalmente a amortização do saldo devedor,
  • O Prazo remanescente será mantido.
Abaixo segue exemplo de como a amortização reduz o valor da prestação:

Diminuir valor da prestação habitacional simulacao amortizacao encargo

Você pode simular as condições de amortização pelo APP lançado na CAIXA, caso você tenha contratado seu financiamento nesse Banco.

Saiba como no artigo CAIXA lança APP para serviços de financiamento habitacional.

Dilação de Prazo

Você pode solicitar a ampliação do prazo contratado para que o valor da prestação fique menor, proporcional ao prazo restante.

Atentar que existe limite de prazo para cada modalidade, portanto se você já assinou seu financiamento no prazo máximo, não há como dilatar esse prazo.

Outra observação é que o prazo final não pode ultrapassar os 80 anos do cliente.

Consequências da dilação de prazo:

  • A prestação de amortização e juros é recalculada em função do saldo devedor atualizado pro rata die, sistema de amortização, taxa de juros e novo prazo remanescente;
  • Os prêmios de seguro são ajustados, com base nas condições vigentes para a apólice de vinculação do contrato.

Veja exemplo:

Diminuir valor da prestação habitacional simulacao dilacao prazo

A dilação de prazo não é uma das melhores alternativas uma vez que quanto maior o prazo mais juros se paga.

Conclusão

As alternativas negociais citadas acima podem ser usadas em um mesmo contrato, ou seja, uma, todas ou um mix delas. Porém deve avaliar se realmente vale a pena e a atual situação financeira, bem como a futura.

Com certeza, negociar para evitar a inadimplência é muito melhor pois os custos no caso de cobrança e execução judicial é bem maior.

Para saber mais veja o artigo Quantas prestações posso atrasar no meu financiamento habitacional?

Patricia Matayoshi

Especialista em Crédito Imobiliário

190 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde …eu fiz um financiamento pela caixa e conseguir pagar durante cinco anos …porém ha exatamente cinco anos meu salário não sofreu nenhum reajuste…sou funcionário publico do estado…e por conta da perda salarial eu não conseguir pagar as prestações da casa….isso já faz mais de um ano….será que existe alguma possibilidade de reaver acordo com a caixa para retomar o financiamento

    • Olá Roosewaldo

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Orientamos a efetivar proposta de negociação junto ao Banco e verificar a possibilidade de aceitação.

      Equipe Click Habitação

  2. Minha casa financiei em 2013, era 604, 00 a prestação, depois, atualmente tá em 664, reais e se atrsar 10 dias vai pra 700 ou mais. Tem como voltar pra 604, como era do começo, sem esses juros altos. Ainda tem outra, com essa crise, não temos como pagar esse valor, gostaria de saber como faço pra diminuir a prestação do imóvel, visto que sou funcinária público estadual.

    • Olá Ana Maria

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Entendemos que somente para os contratos com sistema de amortização PRICE ou mudança de faixa etária de seguro habitacional seria possível um aumento dessa significância.
      As possibilidades de redução constam no artigo.
      Cremos que a alternativa possível seria a dilação do prazo de financiamento, se você não fez pelo prazo máximo.
      Veja com o Banco.

      Equipe Click Habitação

  3. Olá , eu financiei uma casa com a caixa , ainda não recebi as chaves mais estou pagando o andamento da obra , gostaria de saber se eu desistir da compra , vou pagar alguma multa, vou ser reembolsado e posso no futuro financiar outra casa?

    • Olá João

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      A compra do imóvel deve sempre ser efetivada com planejamento, em especial se precisar de financiamento.
      Se você financiou o imóvel na construção não há como desistir da compra, já comprou …
      Neste caso, a melhor solução é procurar um comprador e quando o imóvel ficar pronto formalizar a transferência do financiamento.
      Os bancos, em geral, não aceitam a devolução do imóvel em pagamento da dívida e se você deixar de pagar, quando o imóvel ficar pronto ele irá executar a dívida.
      Sugerimos a leitura do artigo:
      Mutuários inadimplentes: atenção com retomada do imóvel

      Se teve subsídio nunca mais poderá fazer novo financiamento com subsídio, se foi nos Programas habitacionais populares não poderá utilizar no futuro.

      Se o imóvel for retomado pelo banco, provavelmente será mais complicado fazer novo financiamento no mesmo banco, nos demais cremos que poderá efetivar.

      Equipe Click Habitação

  4. Fiz um financiamento pela caixa em dez/2015. Valor do imóvel 135.000,00 financiei R$ 118.474,87 prazo de 360 meses. Na época minha renda era em torno de 5.000,00. Porém tive mais um filho meu salário teve uma redução brusca e hoje está complicado pois minha prestação gira em torno de R$ 1.130,00. Em 2016 usei meu fgts que devia ter sido usado na época da compra , mais que por um erro que não foi bem explicado não pode ser utilizado. no contrato diz que a minha taxa de juros é 7,66 não sei se é bom ou ruim…o fato é que como as parcelas são decrescente achei que atualmente estaria com a parcela de pelo menos R$ 1.000,00. Tem algo que possa ser feito para redução dessa parcela para R$ 800,00?

    Lendo algumas duvida aqui vi sobre a portabilidade do seguro não sei se me ajudaria, porém estou com restrição, há impedimento?

    Desde já agradeço.

    • Olá Cristina

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que se o financiamento foi efetivado no Programa Minha Casa Minha Vida o seguro já é mais barato que os seguros de mercado, assim a portabilidade de apólice e/ou seguradora não uma opção viável.

      Cremos que a melhor alternativa é a utilização do seu FGTS para pagamento de parte da prestação. Você pode utilizar até 80% do valor do encargo mensal por 12 meses. Veja detalhes no artigo:
      FGTS para Pagamento de Parte de Prestação

      Você pode fazer o pedido por telefone:
      A CAIXA disponibiliza serviços de pós-venda da habitação pelos 3004.1105 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800.726.0505 (demais regiões), aos clientes com contratos imobiliários ativos.

      Equipe Click Habitação

    • Olá, bom dia!!

      Na verdade eu não recebi nenhum subsidio. Como posso tirar a dúvida sobre o seguro? e é possível eu fazer uma portabilidade mesmo estando com restrição no cpf ( o contrato da casa está em dias).

    • Olá Cristina

      Boa Noite!

      Não há impedimento de efetivar a portabilidade de apólice/seguradora se tiver restrição em cadastros informativos de crédito.
      O financiamento habitacional deverá estar adimplente.

      Equipe Click Habitação

  5. Boa tarde a todos;

    Acabei de ligar na caixa para acertar seis meses de atraso, por conta de um problema financeiro que passei, mas o gerente disse que já recolhei o ITBI, minha pergunta é: posso recorrer pra acertar as pendências e impedir o leilão?

  6. Primeiramente Parabéns pelo site

    Tenho um financiamento pela caixa que data de maio de 2015, a um ano minha eaposa esta desemprega, até o momento todas as parcelas for pagas via credito em conta, dúvida, eu consigo pausar a prestação?

    • Olá Guilherme

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação

      Considerando que você está em dia com os pagamentos poderá pleitear a pausa estendida (moratório ou carência) por telefone:
      A CAIXA disponibiliza serviços de pós-venda da habitação pelos 3004.1105 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800.726.0505 (demais regiões), aos clientes com contratos imobiliários ativos.

      Equipe Click Habitação

  7. Olá, boa noite.
    Financiei um apartamento no planta em 2016, falta pouco para o apartamento ser entregue, financiei o apartamento com dois contra-cheques, trabalhava em dois colégios, por isso, a prestação ficou muito alta, hoje só estou em um colégio e minha renda caiu pela metade, não quero abrir mão do apartamento, existe alguma possibilidade de ser feito um novo cálculo da minha renda para reajustar a prestação ao meu salário atual ou o valor será esse até a última das 300 parcelas?
    Obrigada.
    Att. Thalita

    • Olá Thalita

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que as opções de redução do valor do encargo mensal constam no artigo.

      Cremos que nenhuma opção negocial irá atender a sua necessidade de redução do encargo mensal.

      A opção negocial que pode reduzir o encargo mensal é o uso do FGTS para pagamento de parte da prestação. Veja no artigo:
      FGTS para Pagamento de Parte de Prestação

      Equipe Click Habitação

  8. Parabens pelo site..
    Fiz um financiamento de minha casa pelo sistema price, tem como entrar na justiça alegando juros abusivos …
    Por que é o mesmo sistema de amortização de um financiamento de carro e vimos frequentemente anuncios e conhecidos colocando na justiça o financiamento do veiculo por juros abusivos, pois se trata do sistema price.
    att
    jonatas

    • Olá Jonatas

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que o sistema PRICE é o mais utilizado do mundo!
      Não há nada de errado com ele, e nem cobrança de juros abusivos.
      Sugerimos a leitura do artigo:
      Tabela Price: Verdades e Mitos

      Equipe Click Habitação

  9. Olá primeiramente parabéns por esse recurso q temos para tiramos nossas dúvidas.Sou Caio e fiz o financiamento pela caixa econômica para construção onde o dinheiro do finançiamento foi para pagar o lote e a construção,porém na época foi usada minha renda e da minha esposa q derem em torno de 4 mil reais 3 mil sendo meu e 1 da minha esposa.
    Passando uns 3 meses fui mandado embora do trabalho e agora as coisas estão mais complicadas financeiramente estou na última parcela de seguro e emprego que estou vendo irá pagar 1100 reais de início.
    Queria saber se tem algum jeito de abaixar essa prestação pq minha renda hoje em dia está muito baixa e usei todo meu fgts de entrada no dia do financiamento.
    Obs;Estou perguntando pq já q a caixa acha justo ela usar a renda bruta na hora da gente financiar a mesma poderia muito bem agora usar desse mesmo argumento ex(salário bruto q está bem abaixo) e ver oq ela podia fazer para ajudar seus clientes q paga as prestações em dia e claro não estamos pegando nada de graça tudo isso tem um juros q não sei se abusivo seria a palavra certa mais pagamos às vezes um absurdo e ainda temos q construir com as regras da caixa.
    Desde já agradeço por esse espaço e aguardo o retorno Obrigado

    • Olá Caio

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que desde há muito tempo não há vinculação de reajuste ou perda de salário com a reajuste ou acerto na prestação do financiamento.
      As opções de negociação constam no artigo.
      Se sua esposa tem FGTS uma alternativa é utilizar o FGTS para pagamento de parte da prestação durante 12 meses. Isso, poderia reduzir o valor a pagar mensalmente. Veja no artigo:
      FGTS para Pagamento de Parte de Prestação

      Outra opção, se você não financiou no prazo máximo do Programa (360 meses) poderia pedir a dilação do prazo para diminuir o valor do encargo mensal. Veja no vídeo:
      #Vídeo 15 – Dilação de prazo do financiamento

      Equipe Click Habitação

  10. boa tarde!
    quando comprei meu imóvel comprei juntamente com meu ex, como faço hoje para tirar o nome dele do meu financiamento?

  11. boa noite, me tira uma dúvida, comprei um imóvel com renda familiar em meu nome, nome da minha esposa e da minha filha, ja pagamos 39 prestações, hoje quem paga a prestação é minha esposa, pois estou desempregado e minha filha casou. não esta dando pois a prestação ao invés de cair (decrescente) aumenta, outra coisa que observei que o saldo devedor não abaixa não tem nenhuma prestação em atraso, por exemplo o saldo devedor era 150.000,00 já foi pago em torno de 16.507,00 este valor é só de prestação sem o juros da caixa.

    • Olá Roberto

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que a evolução do saldo devedor da forma apresentada é consequência das escolhas quando da concessão do financiamento.
      1) Sistema de amortização Price – o valor da prestação menor, com menor amortização mensal. Veja detalhes no artigo:
      Sistema de Amortização: veja qual o ideal

      2) Prazo máximo de financiamento – Não sabemos o prazo escolhido, mas provavelmente foi o maior possível. Veja detalhes no artigo:
      Vale a pena aumentar o Prazo do financiamento?

      Além destes fatores tivemos nos últimos anos o aumento da inflação e dos juros no mercado financiamento, que fez com o cálculo da TR-Taxa Referencial que atualiza o saldo devedor do financiamento tivesse índices maiores, o que prejudicou a amortização do saldo devedor.
      Outra questão é que somente o A-Amortização da prestação (A+J) é que de fato amortiza o saldo devedor. Mas, com o sistema PRICE e prazo longo, provavelmente o A é baixo. Os juros, os seguros e taxas não amortizam o saldo devedor.
      Para saber como funciona a evolução do saldo devedor veja no artigo:
      Como consultar saldo devedor do financiamento

      Para redução do valor a pagar, se sua esposa tem FGTS seria a utilização do saldo do FGTS para pagamento de parte da prestação. Veja no artigo:
      FGTS para Pagamento de Parte de Prestação

      Equipe Click Habitação

  12. fiz meu financiamento pelo minha casa minha vida, tabela price. Se eu quiser lilquidar parte do saldo devedor é possivel diminuir o valor da prestação que pago atualmente , ou não?

    • Olá Grazielly

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que a amortização para redução da prestação é possível de ser efetivada com objetivo de reduzir o desembolso mensal com o pagamento da parcela.
      Assim, mesma na Tabela Price é possível reduzir o valor da prestação na amortização antecipada do saldo devedor.

      Lembramos que a amortização para redução do prazo sempre será mais vantajoso, desde o encargo mensal atual esteja dentro do orçamento mensal. Veja no artigo:
      As vantagens de amortizar com redução do prazo

      Equipe Click Habitação

  13. Boa Tarde ! Parabéns pelo site de vcs.

    Gostaria de solicitar uma informação. Na Caixa Econômica Federal eu tenho a opção de aumentar o valor da parcela e com isso conseguir uma redução no prazo?

    Ex.: Tenho financiamento habitacional de 420 meses, já paguei 33 parcelas e pago valor de R$1692,46. Tenho condição atual de pagar 1900 de parcela. A Caixa aceita esta opção e vcs conseguem fazer uma simulação de qual seria meu novo prazo ?

    Seguem dados de meu contrato :
    saldo devedor é R$ 175.205,60
    Prazo:420
    Parcelas Pagas: 33
    Tx juros:8.7873
    Índice de reajuste prestação mês: 000000
    Índice de reajuste saldo devedor mês: 1,00083
    Amortização: 452,26
    Juros/correção mês: 1.164,26
    seguros: 50,94
    Taxa Adm: 25,00
    Prestação: 1.2692,46

    • Olá Maurício

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que existe a REDUÇÃO DE PRAZO SEM AMORTIZAÇÃO, mas você precisa demonstrar capacidade de pagamento para tal.
      Não importa o quanto você acha que pode pagar, mas sim a apuração pelo Banco.
      Procure sua agência, com a comprovação de renda atualizada.

      Equipe Click Habitação

  14. Boa tarde .
    consegui uma carta para compra da casa no ano passado em outubro mais agora que consegui a casa.
    Paguei apenas 1 prestação da casa que hoje está em R$ 1100,00
    Continuo trabalhando na mesma empresa porém em outra loja nesta loja ganho menos .
    Recebo em média 2600,00 e pago 1100,00 da prestação.
    Minha dúvida é conseguiria baixar essa parcela mesmo tendo começado a pagar agora ?
    Se sim, como fazer ?

    Obrigada desde já.

    Kate Costa

    • Olá Kate

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que não existe mais desde a década de 90 vinculação da prestação com o salário.
      Você contratou o financiamento e foi apurada a sua capacidade de pagamento naquele momento, o contrato seguirá o seu curso.
      As condições de redução do encargo mensal constam no artigo.
      Verifique a possibilidade de utilizar o FGTS, se tiver, para pagamento de parte da prestação, cremos que será a melhor opção.

      Equipe Click Habitação

  15. Olá, boa tarde.

    Primeiramente, gostaria de elogia o ótimo serviço de duvidas que possuem aqui no site, e com isso, tirar uma duvida com vocês.

    Comprei um imóvel na planta pela caixa no programa Minha Casa Minha Vida, comprovando renda junto com meus pais na época. Agora em outubro começarei a pagar as parcelar que giram em torno de 1800 decrescente. Porem eu pago as prestações sozinhos, pois meus pais entraram com a renda para ajustar na regra do Minha Casa Minha Vida, e essa prestação consome hoje cerca de 85% da minha renda. A minha duvida é, como eu casei, eu conseguiria negociar com a caixa, informando que não dependo mais da renda dos meus pais? Pensei em alguma coisa do tipo de abaixar as parcelas. Isso é possivel? Caso não seja, existe outra forma de realizar a redução do valor da parcela? E caso eu junte algum dinheiro, quanto aproximadamente preciso para que minha parcela caia para cerca de 1000 reais?
    Financiamento: 160 mil
    Parcelas: 18000
    Prazo: 360 Meses
    Ainda não comecei a pagar.

    Desde já, agradeço.

    • Olá Gustavo

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que não há negociação que permita uma redução do encargo mensal desta magnitude.
      As pessoas que entram na renda familiar devem se responsabilizar pelo pagamento, se não você comprou algo que não conseguirá pagar.
      Outra coisa é que metade do seu imóvel não é seu! Pertence aos seus pais!
      Veja mais no artigo:
      Compor Renda para financiamento imobiliário

      O financiamento habitacional requer planejamento e renda compatível com o encargo mensal esperado.
      Você fez o financiamento no prazo máximo e não há espaço para negociar.

      Para reduzir o encargo mensal para R$ 1000 você deverá amortizar cerca de R$ 71.000,00.

      Equipe Click Habitação

  16. Bom dia,
    Peço a gentileza de me auxiliar com a informação.O aplicativo Caixa habitação está inoperante:
    Quero reduzir minha parcela para 3 dígitos R$ 999,99
    Hoje ela está no valor de R$ 1.318,30.

    Seguem dados de meu contrato :
    saldo devedor é R$ 96.491,05
    Prazo:197
    Parcelas Pagas: 24
    Tx juros:8.5101
    Índice de reajuste prestação mês: 000000
    Índice de reajuste saldo devedor mês: 1,00027
    Amortização:556,99
    Juros/correção mês:688,25
    Prestação: 1.245,24
    seguros: 48,04
    Taxa Adm: 25,00
    Total a pagar: 1.318,28
    Qual Valor necessário para amortizar e reduzir a parcela para R$ 999,99 : R$ ?

    Desde já agradeço e parabéns pelo trabalho !!

    • Olá Thereza

      Boa Tarde!

      Informamos que com aproximadamente R$ 24.000,00 com opção pela amortização para redução da prestação (A+J) o seu encargo mensal ficaria próximo do seu objetivo de R$ 999,99.

      Mas, ressaltamos que esta mesma amortização para redução do prazo, o novo prazo ficaria em aproximadamente 100 meses.

      Equipe Click Habitação

  17. Gostaria de uma ajuda para amortizar para reduzir o valor das parcelas ou redução de prazo, sendo que as parcelas são decrescentes:
    O valor a ser amortizado seria de R$ 45.000,00
    Financiamento – Caixa – SAC
    Saldo devedor teórico em 23/06/2017 (R$): R$ 59.776,96
    J – Juros/Correção do Mês (R$) – 250,21
    A – Amortização do Mês (R$) – 273,57
    Taxa de juros contratual – 5,0000
    Taxa de juros com relacionamento – 5,0000
    Total de Parcelas – 300
    Parcelas pagas até o momento – 81
    Como ficaria o novo valor da parcela?
    Desde já agradeço pela atenção.

    • Olá João Paulo

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Informamos que o cálculo de simulação foi baseado nos dados fornecidos no comentário e no sistema de amortização SAC.

      Redução do prazo
      Novo prazo aproximado = 32 meses
      A prestação (A+J) ficaria aproximadamente a mesma = R$ 523,78

      Redução da prestação
      Neste caso a redução da prestação (A+J) é proporcional ao valor amortizado do saldo devedor = 75,28%
      A prestação (A+J) ficaria aproximadamente = R$ 129,48

      Equipe Click Habitação

  18. Boa noite
    Tenho um financiamento na Caixa, estou a 1 ano e 6 meses desempregada, meu esposo é autônomo e a renda dele também caiu muito e o valor da parcela do financiamento come 60% da renda atual.
    Com tudo isso estamos com 8 parcelas em atraso, anterior a isso já houveram atrasos e nos utilizamos dos benefícios de incorporação, uso do FGTS e tudo isso a menos de 1 ano, mas não teve jeito. Colocamos nossa casa a venda a mais de 1 ano e nada e hoje temos 8 parcelas em atraso.
    Na primeira quinzena de junho, fomos mais uma vez tentar negociar e o banco não nos deu mais nenhuma opção. Semana passada uma pessoa do banco nos informou que no dia 07/07 o banco iria efetuar a retomada do imóvel, pois iriam recolher i ITBI, mediante isso baixamos bem o valor de venda e temos um comprador. Dia 18/06 enviamos um e-mail ao gerente que nos atendeu na primeira quinzena, solicitando todos os valores de saldo devedor e parcelas atrasadas e informamos que tínhamos um interessado na casa, o gerente não nos respondeu, hoje dia 20/06 fui ao banco para puxar a situação e no sistema consta que o imóvel está em execução, conforme o rapaz que me atendeu, em uma página do sistema consta que já está executado e retomado, mas em outra página informa que no dia 19/06, ou seja, ontem o processo foi enviado ao despachante para que seja dado todo o andamento.
    PERGUNTO – Tenho como brecar esta execução? O banco pode estar usando de má fé? Depois que é enviado o processo ao despachante, temos tempo para brecar e prosseguir com a venda da casa aos interessados?
    Me ajudem, please

  19. Olá, boa tarde!!!
    Tenho um financiamento habitacional. Porém a parcela desse mês já foi paga e a próxima parcela já aparece o valor…. porém o valor da parcela a vencer no mês de julho teve um aumento de 32 reais. Este mês paguei 1483,00 reais e a próxima está em 1515, 00 reais. Meu finaciamento é pelo sac decrescente e nunca ouve um aumento que chegasse a 32 reais, já q meu contrato é decrescente. Isso é normal???

    • Olá Pâmela

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que existe recalculo da prestação (A+J) anualmente. No sistema SAC normalmente o valor tem queda, mas em função do Aumento da TR pode ter pequeno acréscimo.
      Agora um aumento desta natureza pode ser em função da migração da faixa do seguro habitacional.
      Você Teve aniversário recente? Se, sim pode ter ocorrido aumento do coeficiente do seguro MIP, em função da mudança de faixa de idade.
      Veja detalhes no artigo:
      Seguro habitacional varia pela idade

      Você pode pedir a explicação da diferença de prestação no atendimento pós-venda do banco:
      A CAIXA disponibiliza serviços de pós-venda da habitação pelos 3004.1105 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800.726.0505 (demais regiões), aos clientes com contratos imobiliários ativos.

      Equipe Click Habitação

  20. Bom dia!

    Gostaria de saber quando eu faço o simulado de um financiamento da caixa de um imovel no valor de 125.000,00, informa que é de 90% o financiamento, só que a entrada fica bem mais do que os 10%, porque?

    • Olá Fabiana

      Boa Tarde! agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que se o sistema de amortização for SAC a quota de financiamento será no máximo de 90%.
      Se for PRICE a quota de financiamento será no máximo de 80%.

      E, ainda, o valor disponibilizado depende da renda familiar e prazo de financiamento apresentados.
      Pode ser que sua renda não seja suficiente para financiar mais.
      Faça o teste com uma renda maior (simule) e verifique se é isto.

      Equipe Click Habitação

  21. Boa noite , comprei minha casa financiada pela caixa . Minha empresa estava com a saúde financeira boa , porém com essa crise as coisas mudaram e não tenho mais a renda que tinha antes . Estou com mais de 10 parcelas atrasadas e gostaria um acordo para voltar a pagar as prestações preferencialmente com parcelas menores . Já tentei contato com a caixa para acordo eles se recusam. Como devo proceder?

  22. Eu tenho dois financiamento habitacional com a caixa, são contratos diferentes pago em média nos 02 contratos R$ 2.500,00 mês de parcelas, saldo restante total 245.000,00 ambos SBPE, qual a melhor forma para eu diminuir a parcela, que situação seria melhor para eu levar esses financiamentos?

    • Olá Adauto

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      As hipóteses de redução do encargo mensal constam no artigo:
      FGTS para pagamento de parte da prestação;
      Portabilidade de seguro habitacional
      Amortização para redução da prestação
      Dilação do prazo

      Procure seu gerente e verifique o que pode ser feito.

      Equipe Click Habitação

  23. Comprei o apartamento tinha uma renda boa pra pagar agora caiu um pouco 20% quero saber se consigo diminuir o valor da parcela ou começa paga da última pra primera
    se tem ..

    • Olá Edson

      boa Noite!

      Esclarecemos que não é possível pagar de trás para frente como você sugeriu, pois a prestação final nem é possível de ser calculada.

      As opções de diminuir a prestação constam no artigo, em especial o uso do FGTS para pagamento de parte da prestação, se tiver.

      Equipe Click Habitação

  24. Comprei o apartamento pela caixa a um ano tinha uma renda boa pra pagar agora com a crise .minha renda caiu uns 20% e as prestações tá alta como eu ffaço pra tentar a baixa de acordo com minha rendaserá que consigo ..

    • Olá Edson

      Bom dia! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que as principais opções de redução do pagamento do encargo mensal constam no artigo.

      Assim, se você tiver FGTS utilize o FGTS para pagamento de parte da prestação. É a melhor opção.

      A outra possibilidade seria a dilação do prazo de financiamento, se você não efetivou no prazo máximo quando da concessão do crédito.

      Por último, você pode tentar uma moratória, por um prazo, em função da perda de renda, mas posteriormente a prestação voltaria normalmente.

      Sugerimos verificar as possibilidades de negociação no artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Equipe Click Habitação

  25. Quero diminuir o prazo de meu financiamento aumentando o valor das prestações junto à Caixa, isso é possível?

    • Olá Mauro

      boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação

      Informamos que a CAIXA dispõe deste tipo de negociação: redução do prazo sem amortização.
      Você deverá ter capacidade de pagamento para o novo valor da parcela mensal.
      Procure seu gerente.

      Equipe Click Habitação

  26. Boa tarde,

    Quando assinei o contrato de financiamento junto a CEF, meu salário era de r$1.800,00 e hoje está em r$1.400,00, posso solicitar o ajuste das mensalidades de acordo com que ganho hoje, para até 30% do salário atual?

    • Olá Marcos

      Boa Tarde!

      O seu comentário já foi respondido anteriormente

      Equipe Click Habitação

  27. Bom dia,

    Quando assinei contrato, ganhava cerca de r$1.800,00, mas hoje hou uma queda em meu salário para r$1.400,00. E como sabemos, prestação da habitação não poderá ultrapassar 30% de seu salário. O que posso fazer para renegociar esta diferença?

    Obrigado.

    • Olá Marcos

      Bom dia! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que nos contratos habitacionais atuais não existe mais relação entre o salário e a prestação a ser paga.
      A margem de 30% é considerada para fins de análise de capacidade de pagamento para conceder ou não o crédito.

      No artigo são citadas opções para você reduzir o impacto da prestação com o orçamento familiar.

      Se você Tiver FGTS uma opção inteligente é o uso do FGTS para pagamento de parte da prestação. Veja detalhes no artigo:
      FGTS para Pagamento de Parte de Prestação
      Nesta opção você pode pagar até 80% do encargo mensal com FGTS, mas precisa ter saldo suficiente para isso.

      Outra opção seria a dilação do prazo de financiamento, se você não financiou no prazo máximo do produto (360 meses).
      Veja as opções de negociação no artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Equipe Click Habitação

  28. Boa noite click habitação
    Financiei um casa no programa minha casa minha vida mais antes de receber a casa separamos. Agora eu vou pagar só. Como fazemos para ficar só no meu nome.Pois ela que tira o nome do contrato que a gente assinou.

  29. o seguro da caixa nao cobre quem ficou desempregado? E NAO SERIA MELHOR ACIONAR O SEGURO EM VEZ DE PAUSAR E PAGAR MAS JUROS!Essa é minha duvida.

    • Olá Roberto

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que o seguro habitacional não tem cobertura para desemprego ou perda de renda. Veja as coberturas no artigo:
      Seguro Habitacional: Veja os Detalhes
      A cobertura é para Morte e Invalidez Permanente-MIP e Danos Físicos no Imóvel -DFI.

      O que existe é no PMCMV o fundo FGHAB que tem um empréstimo para perda de renda.
      Mas é um empréstimo e o comprador deverá pagar. O processo é burocrático e moroso. E ele deverá começar o pagamento do emprestimo paralelo assim que retornar a trabalhar ou terminar o prazo máximo de parcelas cobertas pelo fundo.
      A pausa estendida é uma oportunidade do comprador ter um tempo para se recuperar financeiramente. Avaliar o que será melhor!

      Veja as opções negociais no artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Equipe Click Habitação

  30. olá, financiei meu imóvel a 3 anos na Caixa, 6 meses depois de financiar o imóvel, perdi o emprego, comecei a trabalhar em outra empresa e meu salário era menos da metade do que recebia na outra empresa e agora estou desempregada novamente, estou com muita dificuldade para continuar pagando o imóvel. o que posso fazer. Posso vender mesmo ele estando financiado? obrigada

    • Olá Nice

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que existem para você basicamente a opção negocial de dilação do prazo de financiamento, se você já não financiou no prazo máximo do financiamento.

      Como está desempregada você poderá pleitear uma negociação chamada moratória ou pausa estendida, nela você pode ficar alguns meses sem precisar pagar as prestações, dando a oportunidade de você ter alguma recuperação financeira. Os valores não pagos serão incorporados ao saldo devedor.
      Você pode pedir a pausa estendida pela internet:
      https://www.negociardividas.caixa.gov.br/sineb/clienteIdentifica.jsp?pk_campaign=recuperacaodecredito&pk_kwd=botao-habitacao

      Agora, você também pode vender o imóvel por meio da transferência de financiamento, e recuperar o que já pagou. Veja no artigo:
      Transferência de financiamento habitacional

      Equipe Click Habitação

  31. Boa noite, fiz um financiamento pela caixa de um apto porém, na ocasião eu estava fazendo muitas horas extras. Porém os serviços que minha empresa prestava diminuiu muito mesmo , agora estou recebendo somente o valor da carteira. Oq eu posso fazer? É certo eles fazerem o financiamento sobre horas extras?

    • Olá Luiz

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que deve ter sido bom no momento da concessão … Você provavelmente financiou em condições melhores ou somente conseguiu o financiamento nestas condições …
      Toda escolha tem consequência.

      Uma alternativa inteligente é utilizar o FGTS para pagamento de parte das prestações – PPP. Você pode pagar até 80% do encargo mensal com FGTS. É uma boa alternativa negocial e se você já usou o FGTS no financiamento poderá fazer o pedido por telefone:
      A CAIXA disponibiliza serviços de pós-venda da habitação pelos 3004.1105 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800.726.0505 (demais regiões), aos clientes com contratos imobiliários ativos.

      Para saber mais sobre a negociação sugerimos a leitura do artigo:
      FGTS para Pagamento de Parte de Prestação

      Equipe Click Habitação

  32. Bom dia,
    meu namorado financiou um imóvel e após perdeu o emprego , teve uma redução de salário no novo emprego e não está conseguindo arcar com as prestações. Não temos união estável. Posso usar o meu FGTS para amortizar a divida entrando como co-proprietária do imóvel?
    Obrigada

    • Olá Mari

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Não!
      O ideal seria efetivar uma União Estável ou Casamento com Comunhão Universal de Bens e Pacto Ante-nupcial.
      Sugerimos a leitura do artigo:
      FGTS e o Regime de Casamento

      Equipe Click Habitação

  33. Ola boa noite.
    Tenho um duvida que não sai da minha cabeça, hoje eu pago R$ 968,45 na prestação.
    Sendo : 345,19 de amortização
    580,03 de juros
    23,44 de taxa adm
    19,79 de FGHAB
    A duvida é, ta certo eu pagar mais juros do que a amortização da divida? existe algum relato de alguem que procurou a justiça pra corrigir isso?.
    Espero que possam tirar essa minha duvida.
    obrigado.

    • Olá David

      boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que o valor do A-Amortização depende do sistema de amortização escolhido e do prazo do financiamento.
      É muito normal dos financiamentos de longo prazo o valor do A-amortização ser inferior ao J-Juros. A medida que o prazo vai passando isto vai invertendo, com a diminuição do saldo devedor, que a base de cálculo do J-Juros.
      Se quer ter o A-amortização maior você precisa financiar em menos tempo. Sua renda comportaria uma prestação maior?

      Sugerimos a leitura dos artigos:
      Vale a pena aumentar o Prazo do financiamento?
      Sistema de Amortização: veja qual o ideal

      Equipe Click Habitação

  34. Olá !
    No final de 2013 fiz financiamento de meu apartamento no valor de R$ 165.000,00. Dei entrada de 30.000,00. Em 2014 realizei um abatimento do “prazo” R$ 6250,00 daria para abater 27 parcelas…no entanto este mês fui no banco realizar outro abatimento e para minha surpresa percebi que havia sido abatido que ainda restavam 2017 parcelas para pagar. Não me deram nenhum comprovante de abatimento e disseram eu iriam abrir um chamado e me ligar, mas é claro que “NADA” de resposta. O qu devo fazer ? além disso percebo que o valor não está sendo abatido corretamente, por exemplo, em 2015 tinha um saldo devedor de R$ 120821,52 paguei todas as parcelas… amortizei cerca de R$ 5995,69 teoricamente teria saldo de R$ 114.825,83 mas para o banco é R$ 116.819,95 em 2015 amortizei R$ 6095,56 teoricamente teria um saldo de (considerando saldo do banco) R$ 110.724.39 ou amortização que acredito que seja correta R$ 108.730,27. mas para o banco meu saldo é de R$ 113.056,00. o banco está aumentando todas taxas a cada dia e meu financimento que era para cair todo mês um pouquinho não está caindo como simulação do banco quando realizei a compra. Está caindo menos de um real por mês. A quem posso socorrer para me ajudar ? o como devo proceder ? Hoje estou desempregado somente minha esposa trabalha e está muito dificil pagar o financimanto.

    • Olá Fábio

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Com relação ao atendimento do Banco orientamos a formalizar uma reclamação no SAC do Banco, e se não for atendido Reclame junto ao Banco Central.
      Veja no artigo:
      Reclamações Banco Central – Canais de atendimento

      Com relação ao saldo devedor cremos que o que não foi lhe orientado é que o saldo devedor é atualizado pela TR-Taxa Referencial, da mesma forma que a poupança e as contas do FGTS, que são os funding dos financiamentos.
      Esclarecemos que na Planilha CET que você recebe junto com o Banco por decisão do Banco Central não inclui a atualização monetária, pois ela é variável e não sabida na data da contratação. Veja no artigo:
      Compare o Custo Efetivo Total – CET

      Assim, todos os meses, antes da dedução da amortização – A da prestação (A+J) o saldo devedor é atualizado, após calcula-se e acrescenta-se o juros contratuais – J e deduz-se a amortização constante no encargo periódico.
      Para você entender como funciona a evolução do saldo devedor sugerimos a leitura do artigo:
      Como consultar saldo devedor do financiamento

      Equipe Click Habitação

  35. Boa tarde
    Tenho um financiamento no valor de 181.000,00 valor da prestação é de 1.752, eu consigo com a caixa se o valor desta prestação abaixa.estou desempregado e já paguei 6 prestações no total de 300 meses.

  36. Bom dia,

    Financiei um imovel pela ciaxa para 240 meses,
    Saldo devedor teorico: 243.000,00
    Valor atual da Prestação: 3.200,00
    Inicio da vigencia 27/12/2012

    Prestações atualizadas apos varias negociações e emprestimos para manter em dia.
    Não tenho mais como pagar esta prestação nesse valor.

    Minha renda familiar bruta atual, com essa crise, caiu de R$ 20.400,00 mes na epoca da contratação, para R$ 6.700,00.

    O que devo fazer para diminuir o valor da prestação?

    Tenho R$ 8.000,00 de FGTS

    Att
    Raimundo

    • Olá Raimundo

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que a redução da renda familiar é muito significativa …
      Praticamente nenhuma negociação seria capaz de redução do encargo mensal neste mesmo ritmo.
      Considerando que você tem R$ 8.000,00 de FGTS sugerimos a utilização do FGTS para pagamento de parte da prestação, se o financiamento for no SFH e você atender as condições de uso:
      8000 / 12 = R$ 666,67
      Você poderá reduzir mensalmente o desembolso em dinheiro em R$ 666,67 por 12 meses!
      Veja detalhes no artigo:
      FGTS para Pagamento de Parte de Prestação

      Se o seu financiamento for na CAIXA outra alternativa é a chamada “Portabilidade de Seguro habitacional” ou seja a troca de apólice ou de Seguradora. A CAIXA nos últimos anos conseguiu a redução do custo dos seguros, mas somente vigora para os novos contratos, mas você pode efetivar a troca, veja detalhes no artigo:
      Portabilidade de seguro habitacional

      Cremos que em função da ocorrência de perda de renda é muito importante uma reestruturação financeira e corte de despesas, priorizado as mais importantes, em especial o pagamento da casa!
      Verifique se você tem como disponibilizar de alguns bens não prioritários para fazer caixa e ter folego para passar por este período. Esperamos, em breve que consiga se recuperar financeiramente.

      Equipe Click Habitação

  37. ola bom dia tenho um financiamento da caixa este mês faz um ano e de la para ca todo mês aumenta fevereiro aumentou quase 10 reais gostaria de saber como proceder visto que no ato da assinatura do contrato foi dito que o valor iria cair mais ao contrario todo mês sobe.

    • Olá Tiago

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que desde 2013 o Banco Central aumentou a taxa SELIC e isso refletiu nos juros do mercado financeiro e na Taxa Referencial – TR, a qual atualiza os saldos devedores dos contratos habitacionais, da mesma forma do que a poupança e as contas do FGTS.
      Agora estamos com o viés ao contrário e as taxas estão em queda e o que resultará em melhora na evolução do saldo devedor do seu contrato e nos recálculos anuais da prestação(A+J).

      Por que a prestação do financiamento pode aumentar?
      Elevação ou a queda dos juros no mercado muda o valor da TR, a qual atualiza o saldo devedor dos financiamentos habitacionais e pode pesar ou aliviar na prestação, quando do seu cálculo mensal, recálculo periódico ou atualização.
      Assim, é possível afirmar que o decréscimo mensal que ocorria em passado recente para os contratos com sistema de amortização SAC era, em parte, decorrente de TR num patamar mais baixo que o atual. Já os contratos com sistema de amortização PRICE passarão a ter recálculos das prestações com maior acréscimos de valores.
      No recálculo periódico as regras para o cálculo do novo Encargo são as mesmas do cálculo na concessão, considerandos: Saldo Devedor Remanescente, Prazo Remanescente, Garantia Atualizada, alíquotas de seguros vigentes para o contrato na data do recálculo e regras de cobrança e reajuste de taxa de administração para o produto no qual o contrato está enquadrado, quando for o caso.
      O recálculo reequilibra a relação entre a prestação (A + J) e o saldo devedor, e por consequência limita o eventual saldo devedor residual ao período entre o último recálculo (anual ou trimestral, em geral) e o mês do decurso (final) do prazo contratual.

      Para saber como funciona a evolução do saldo devedor veja o artigo:
      Como consultar saldo devedor do financiamento

      Equipe Click Habitação

  38. Oi meu saldo devedor é 152 mil a parcela 1.358 tenho 5 mil para amortizar a parcela a abaixaria a parcela pra quanto obr

    • Olá Rodrigo

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que a redução será proporcional ao valor amortizado. Assim:
      5000 / 152000 = 3,29%
      A redução será de aproximadamente 3,29% da prestação (A+J), não entra o seguro DFI e taxa de administração(se houver).

      Equipe Click Habitação

  39. Boa noite, fiz um financiamento habitacional Caixa em dezembro/2016, paguei a terceira prestação e ao fazer uma nova simulação observei que hoje, três meses depois os juros baixaram e as prestações seriam bem menores. Oque fazer nesse caso?

    • Olá José Carlos

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação

      Esclarecemos que neste caso não há o que fazer, prevalece as condições contratuais.

      Provavelmente houve ajuste de faixas e valem somente após a implementação.
      Não há o que mudar, pois se fosse ao contrario, ou seja, subida de juros o seu contrato ficaria como está.

      Equipe Click Habitação

      Equipe Click Habitação

  40. boa tarde tenho um finaciamento da minha casa minha vida plano 1 pago a parceela de 25 reais ja paguei 14 prestaçoes gostaria de amortizar as parcelas so que quero saber ate quantas parcelas no maximo posso amortizar meu finaciamento e 120 parcelas obrigada

    • Olá Eliete

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Desconhecemos negociação na faixa 1 do Programa Minha Casa Minha Vida.
      O financiamento é quase totalmente subsidiado e quem pode amortizar precisa do subsídio?

      Sugerimos verificar com o banco.

      Equipe Click Habitação

  41. Boa Noite!
    Tenho um imóvel no meu nome e de outra pessoa, já olhei as condições e posso pagar a outra pessoa o que lhe é de direito e assumir o financiamento sozinha.
    O que preciso fazer perante a caixa para dar entrada a essa solicitação?
    Teria que levar uma documento de compra e venda referente ao valor acertado com a outra pessoa?
    Com relação as taxas, qual seria o custo dessa transferência?
    OBS: Saldo devedor : 68.000,00

    Obrigada.

    • Olá Matilde

      Boa Noite! agradecemos a presença no Click Habitação.

      Sugerimos procurar o banco para verificar as condições de transferência de parte ideal.
      Veja informações básicas no artigo:
      Transferência de financiamento habitacional

      Haveria custos com ITBI, registro no Cartório e tarifa do Banco.

      Equipe Click Habitação

  42. Bom dia, Tenho um financiamento junto a caixa e vejo que o valor de amortizacão do mês descrito no boleto é diferente do valor real para proximo mês( amortiza R$ 30.00)a menor

    • Olá Wesley

      Bom dia! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que a diferença é decorrente da atualização monetária do saldo devedor pela Taxa Referencial – TR, da mesma forma que os funding de crédito: contas de poupança e contas do FGTS.

      Assim, todos os meses, antes da dedução da amortização – A da prestação o saldo devedor é atualizado, após calcula-se e acrescenta-se o juros contratuais – J e deduz-se a amortização constante no encargo periódico.

      Desde meados de 2013 o Banco Central subiu os juros (SELIC) e os juros no mercado financeiros foram na mesma onda, a TR, também.
      Agora, temos o viés de baixa dos juros e TR tende a cair e vai melhorar a amortização do saldo devedor do seu financiamento.

      Sugerimos a leitura do artigo sobre a evolução do saldo devedor:
      Como consultar saldo devedor do financiamento

      Equipe Click Habitação

  43. Boa tarde!

    Comprei um apartamento imóvel financiado, 347 meses, e tenho uma grana e gostaria de jogar no imóvel .
    Eu aluguei ele , a minha dúvida é!
    Abaixar as parcelas por mês, deixando no valor do aluguel e guardar a grana para quitar futuramente ou abater nas últimas parcelas.
    ?

    • Olá Rogerio

      Bom dia! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que se o encargo mensal estiver dentro da sua capacidade de pagamento sempre será melhor em termos financeiros amortizar para redução do prazo do financiamento. Veja detalhes no artigo:
      As vantagens de amortizar com redução do prazo

      Equipe Click Habitação

  44. meu pai É comerciante, e fez um financiamento de um imóvel com a CEF, as prestações são bem altas no valor de 7000,00 devido a idade dele 62 anos, ele so pode fazer em 18 anos.
    Bom as vendas cairam e estamos com medo de nao conseguir pagar as prestações e atrazar.
    O que podemos fazer nesse caso?
    Seria possivel, dimuniur o valor das prestações? ou qual é nossa meljor opçao no momento?

    Obrigada

    • Olá Ariana

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que as opções de negociação constam no artigo.

      Ficam restritas, pois ele é comerciante e provavelmente não tem FGTS.
      Verifique a possibilidade de migração de apólice de seguro, se o financiamento foi efetivado há algum tempo a CAIXA hoje dispõe de apólice de seguro mais barata e pode ser boa opção de negociação.

      Se tiverem dificuldades com o pagamento pode verificar as opções de negociação no artigo, em especial a moratória:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Equipe Click Habitação

  45. Olá, boa noite!
    Tenho um financiamento habitacional (SBPE) pela CAIXA. Constatei que os Juros Contratuais estão incidindo sobre o Saldo Devedor do mês corrente, ou seja, após a Atualização Monetária e não sobre o Saldo Devedor do mês anterior. Isto é correto? Sabe qual norma regulamenta isto?
    Obrigado.

    • Olá Sergio

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que o financiamento habitacional funciona esta forma desde os primórdios do SFH.

      Para saber como funciona a evolução do saldo devedor veja no artigo:
      Como consultar saldo devedor do financiamento

      Equipe Click Habitação

  46. Financiei 80.000,00 de uma parte do imóvel
    As prestações hoje está 900,00
    Ficou muito, estou pagando com dificuldade
    Como faço para reduzir esse valor
    Fiz o financiamento em Nov /2014
    A parcela era 874,00

    • Olá Dorailza

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que as possibilidades de negociação constam no artigo:
      – Uso do FGTS para pagamento de parte da prestação
      – Uso do FGTS para amortização e redução da prestação
      – Portabilidade do seguro habitacional para apólice mais barata
      – Dilação do prazo do financiamento

      Verifique as possibilidades junto ao gerente do Banco.

      Equipe Click Habitação

  47. Boa tarde, gostaria de saber se eu posso estar cancelando o seguro do imóvel para q a prestação da minha casa diminui? Outra pergunta, pago um financiamento em outro nome (ágio) se eu transferir para o meu nome as parcelas continua o mesmo valor? Obrigado e aguardo resposta.

    • Olá Max

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Informamos que o seguro habitacional é obrigatório por lei e não pode se cancelado. Veja no artigo:
      Seguro Habitacional: Veja os Detalhes

      Esclarecemos que na transferência de dívida habitacional para um terceiro sempre haverá recálculo das condições de financiamento, assim não há garantia de manutenção do valor do encargo atual.
      Sugerimos efetivar uma simulação no site do Banco. Veja no artigo:
      Simulação de Financiamento Imobiliário

      Lembramos os riscos do contrato de gaveta. Desta forma sugerimos regularizar a transferência do financiamento o mais rápido possível.

      Equipe Click Habitação

  48. Prezados boa tarde,

    estou querendo financiar um imóvel pela CAIXA. Minhas dúvidas são as seguintes: compensa abater o FGTS para amortizar a prestação de 12 em 12 meses, ou seria melhor abater no saldo devedor?
    Tem como pagar mais de uma parcela mensal? Tenho outro compromisso de prestação, porém não é financiamento, quando quitar esse compromisso tenho ideia de pagar um valor maior, mas acho que não tem como, apenas com o FGTS. Essa é minha dúvida, desde já agradeço pela atenção.

    • Olá Marcelo

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que se o encargo mensal estiver dentro da sua capacidade de pagamento a melhor opção será sempre a amortização para redução do prazo do financiamento. Veja no artigo:
      As vantagens de amortizar com redução do prazo

      No intervalo de 2 anos após juntar mais FGTS poderá optar pela utilização do PPP – FGTS para pagamento de parte da prestação, o valor economizado poderá ser utilizado para amortizar o saldo devedor ou ter reservas financeiras.

      Não há como pagar parcelas futuras você deverá o valor para amortizar para redução do prazo.

      Se no futuro tiver condições de assumir um encargo mensal maior existe a opção negocial denominada REDUÇÃO DO PRAZO SEM AMORTIZAÇÃO, nela você diminui o prazo do financiamento e aumenta a prestação (A+J). Deverá comprovar a capacidade de pagamento do novo encargo mensal.

      Equipe Click Habitação

  49. Boa tarde!
    Estamos com problemas, então o recurso e procurar quem entende do negocio.
    “Compramos” uma casa, com 70mts², acabamentos em porcelanato, lage, forró de gesso, dois dormitórios,um suite. Enfim, uma boa casa.
    Porém, ocupamos a casa antes da assinatura do contrato, agoniados pra ocupar a nova moradia.
    Só depois de duas semanas e que soubemos o tamanho do problema que nos cercavam.
    Pois bem, a casa tinha sido avaliada em R$ 290.000,00(duzentos e noventa mil reais), isso mesmo, houve um abatimento de: R$ 52.000,00(cinquenta e dois mil reais) então com isso a o valor da casa ficou fixado em R$ 238.0000,00 (duzentos e trinta e oito mil reais).Avaliação pra la de absurda!
    Pagamos hoje (com 12 parcelas em aberto), R$2.350,00. (prestações decrescentes, em 360 parcelas)
    Gostaríamos de saber se e possível, pedir uma nova avaliação ou a diminuição das parcelas deste imóvel.

    • Olá Osmar

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      O banco tem de avaliar o imóvel, em geral, a avaliação do banco é menor do que a do mercado.
      Orientamos a procurar outro profissional qualificado para avaliar o imóvel e contrapor a avaliação do banco tecnicamente.
      O questionamento deve ser efetivado junto ao banco.

      Equipe Click Habitação

  50. Bom dia sou o Leonardo , quando assinei o contrato com a caixa pela minha casa minha vida levei uma renda de 5,500 reais , em março de 2016 pedi conta de um emprego pois não dava conta fisicamente , entao hoje tenho uma renda de 2,000 reais e paguei a primeira prestação valor de 1,284,00 reais baseado na renda de 5,500 reais . Minha pergunta será q consigo diminuir minha prestação com minha renda diminuída ? Obrigado pela atenção .

    • Olá Leonardo

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que financiamento habitacional é um contrato com direitos e obrigações. Não é tão simples assim …
      O Banco fez toda a análise de risco com base na sua renda, se você perdeu renda neste nível não há negociação que consiga abaixar a prestação para suportar uma queda de renda superior a 50%, aliado ao fato que foi por desejo seu!!

      Assim, se não tiver condições de pagar o encargo atual sugerimos amortizar a dívida para redução do encargo na mesma proporção da queda de renda ou colocar o imóvel a venda e tentar recuperar parte do pagou.

      Equipe Click Habitação

  51. Bom dia!!
    Estou com 4 prestações do meu imóvel da CEF em atraso, caso o banco não queira refinanciar ou incorporar as prestações em atraso, o que devo fazer para não perder o imóvel?

  52. Boa tarde, estou com dez prestações atrasadas da minhacasaminhavida,quero pagar todas de vez, como fazer qual é o endereço onde eu possa ir pagar,sou de Guarulhos .

    • Olá Edinalva

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Considerando o numero de parcelas em atraso orientamos a comparecer em sua agência de contratação para efetivar o pagamento.
      Com certeza haverão custas de cobrança. Verifique

      Equipe Click Habitação

  53. comprei uma casa financiada pela caixa deve no momento 65 mil reais e estou desempregada se eu tivesse o dinheiro pra quitar vc saberia o valor pra eu dar de lance pra eles

    • Olá Daniele

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que nos financiamentos habitacionais os juros contratuais não estão embutidos no saldo devedor, assim não existe desconto para quitação antecipada.
      Você pagará o saldo devedor atualizado e com juros contratuais pró-rata desde o último vencimento do encargo até a data da quitação.

      Veja mais no artigo:
      Por que não existe desconto para quitação no crédito imobiliário?

      Equipe Click Habitação

  54. BOM DIA. A dois anos atraz, contratei um financiamento com a Caixa no valor de R$ 110.000,00, imovel no valor de R$ 250.00,00 taxa de juro reduzido a 8,15%, segundo a planilha informativa entregue na assinatura do contrato, a 1ª parcela seria de R$ 1,084,00, ja paguei 24 parcelas e a proxima sera de R$ 1.191,00 (subiu e muito no decorer dos dois anos), ja solicitei na agencia da Caixa a revisão do contrato, não fui atendido ate o momento, estou preocupado com a situação, o que posso fazer?? Outra duvida, possuo um saldo de FGTS hoje de R$ 12.000,00, a cada ano posso acumular no FGTS R$ 6.000,00, se continuar pagando meu financiamento em dia em 10 anos pagarei de prestação aproximadamente R$ 90.000,00 e acumularei R$ 72.000,00 de FGTS, sera possivel uma quitação de contrato?? ou sera que deveria retirar a cada 02 anos o saldo do FGTS para quitação parcial?? qual seria a melhor opção? Att Ronei.

    • Olá Ronei

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      A planilha CET repassada quando da contratação é apenas para referência e comparação dos custos entre os bancos. Ela não apresenta a atualização monetária do saldo devedor. Veja detalhes no artigo:
      Compare o Custo Efetivo Total – CET

      Esclarecemos que você não passou dados da contratação, mas pelas informações passadas podemos falar que algumas escolhas que fizerem com que a evolução do saldo devedor fosse prejudicada:
      1) Sistema de amortização PRICE – nele você tem uma prestação (A+J) menor, mas uma menor capacidade de amortização do saldo devedor. Veja detalhes no artigo:
      Sistema de Amortização: veja qual o ideal
      2) Prazo máximo de financiamento = Quanto maior o prazo mais juros e encargos serão pagos ao longo do tempo. A prestação (A+J) será menor, mas tem consequências … Veja mais no artigo:
      Vale a pena aumentar o Prazo do financiamento?
      Estes 2 fatores somados ao aumento dos juros no mercado financeiro é que não facilitam a amortização do saldo. A Taxa Referencial-TR estava em alta e somente agora com o começo da redução dos juros pelo Governo há perspectiva de baixa da atualização monetária dos saldo devedores.
      A TR atualiza o saldo devedor e diante das escolhas muitas vezes o valor da atualização é maior que o valor da A-amortizacão da prestação e o saldo devedor aumenta invés de diminuir.

      Veja como funciona a evolução do saldo devedor no artigo:
      Como consultar saldo devedor do financiamento

      Com relação a amortização para fins de quitação no futuro a melhor opção seria a amortização para redução do prazo, com FGTS você poderá utilizar de 2 em 2 anos. Veja detalhes no artigo:
      As vantagens de amortizar com redução do prazo

      Equipe Click Habitação

  55. Boa tarde.

    Gostaria de saber se existe a possibilidade de reduzir o valor da minha prestação. Atualmente pago em torno de R$2.300,00, onde somente R$720,74 vai para amortização do financiamento. Existem advogados que conseguem reduzir em torno de 30% desses juros abusivo. Estou na dúvida em entrar com esse processo, pois estava lendo alguns artigos, e alguns dizem que posso me prejudicar para futuros financiamentos e posso levar um furto do próprio advogado. Sem falar que pode levar anos para resolver a situação e somente aumentar minha dívida. O que oidem me orientar???

    Aguardo retorno,

    Obrigado pelo espaço disponibilizado.
    Att,.
    Wanderson Medeiros

    • Olá Wanderson

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que o seu encargo mensal é calculado em função do sistema de amortização escolhido, do prazo de financiamento e da taxa de juros contratuais.
      O que quer dizer com juros abusivos?
      Os juros no financiamento habitacional são calculados em função do seu saldo devedor.

      O valor do encargo mensal subiu após a contratação do seu financiamento?

      As formas de reduzir o encargo mensal constam no artigo.

      Cremos que para questionar por via judicial o seu contrato seria necessário provar o eventual “abuso”.
      Sugerimos consultar o PROCON, e evitar a contratação de advogados sem referências de casos vitoriosos anteriores, realmente você pode ser prejudicado.

      Para entender como funciona a evolução do saldo devedor, calculo do encargo mensal sugerimos a leitura dos artigos:
      Como consultar saldo devedor do financiamento
      Vale a pena aumentar o Prazo do financiamento?

      Equipe Click Habitação

  56. Olá, primeiramente, muito obrigada pela ajuda! Segundo, fiz um financiamento SAC pelo Banco Itaú, queria saber como faço no Itaú p/ diminuir minha prestação, por meio do FGTS. Só quero diminuir a prestação que está puxado nos dias de hoje – R$ 2900!! É muito difícil fazer isso eu mesma ou tenho que contratar um especialista? Muito obrigada!

    • Olá Rose Arruda

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que para reduzir o desembolso mensal da prestação com FGTS você tem 2 opções:
      Amortização para redução do encargo mensal – A redução da prestação (A+J) será proporcional a redução do saldo devedor
      – Pagamento de parte da prestação – Pode utilizar para pagamento de até 80% do encargo mensal por 12 meses. Podendo renovar a utilizar após o período de 12 meses (anualmente).

      Veja os detalhes e a documentação básica para utilização no artigo:
      Dicas para gerir seu financiamento – Uso do FGTS

      Segue link do Banco Itaú:
      https://ww3.itau.com.br/imobline/pre/pdf/DAMP_3.pdf

      Equipe Click Habitação

  57. ola fui contemplado de um imóvel da minha casa minha vida, mais so que valor que veio pra mim paga foi muito alto preciso muito de ajuda oque vocês pode mim aconselha ….e estou no momento desempregado…

    • Olá Valter

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que o valor da prestação é calculado em função do valor do financiamento, prazo escolhido, taxa de juros e capacidade de pagamento.

      Se perdeu renda deve procurar o banco para verificar as possibilidades de negociar. Veja detalhes no artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Se está desempregado procure o banco, no artigo tem link para proposta de negociação e peça uma carência ou moratória por um prazo.

      Equipe Click Habitação

  58. Uma dúvida por favor se puder me ajudar, eu assinei um contrato com a caixa de financiamento de uma casa, e gostaria de mudar a taxa de juros para taxa reduzida por eu ter relacionamento com a caixa e na hora da assinatura colocaram taxa balcão, estou me sentindo lesada, abri conta, adquiri cartão da caixa, e após o contrato transferi meu salário para receber na caixa afim de fazer débito automático mas nada adiantou, disseram que não pode mudar minha taxa de juros das parcelas do financiamento, isso é verdade? Ou é só mau vontade mesmo…

    • Olá Poliana,

      Boa tarde! Agradecemos sua presença no Click Habitação.
      Para ter a taxa reduzida, você deve ter todos os produtos já contratados para fazer jus a esse benefício.
      O Banco não muda a taxa de juros, após a assinatura do contrato. Se você recebeu informações erradas na contratação, sugerimos abrir um SAC ou contatar o PROCON.

      Equipe Click Habitação

    • Comentário:queria saber se posso cancelar a conta , e eles mandasse boleto só cm o preço da prestação , e na conta a gente acaba pagando a prestação e mais uns 40 reais só de manutenção e juros e no final a gente acaba pagando um absurdo pra eles

    • Olá Marcos

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que ninguém é obrigado a manter uma conta, se não tem interesse. Assim, procure sua agência para as providências devida.
      Outra alternativa é procurar um Programa de tarifas mais em conta.

      Apenas verifique se seu contrato tem alguma redução de juros em função da reciprocidade junto ao Banco, neste caso, se cancelar a conta, perderá a taxa de juros reduzida.

      Equipe Click Habitação

  59. Boa noite!! Gostaria de uma informação se possível, fiz um aporte da minha casa, saiu 89.900, em 2013, já paguei 36 prestações ou seja quase o valor do dinheiro que peguei, hoje com a crise, estou com 3 prestações atrasadas e eles não aceitam negociar dizendo que só aceitam se pagar toas as prestações e não tenho como pagar, já tentei e não consegui, teria outra solução, pois estou com medo de perder minha casa. Obrigado.

  60. Boa tarde,
    Estava noiva, e na véspera de assinarmos o financiamento pela CEF, o relacionamento terminou. Na época, ñ tinha renda suficiente para fazer o financiamento sozinha, então meu pai compôs renda comigo. Porém, como ele é mais velho, fiz em apenas 17 anos, o que fez a parcela ser em torno de R $2.500,00. Tenho cumprido com minhas obrigações, já paguei 33 parcelas, porém com bastante dificuldade.
    Sou funcionária pública e atualmente tenho renda para o financiamento ser apenas em meu nome, o que é o meu desejo, uma vez que está muito cara a parcela e moro sozinha com minha filha.
    Gostaria de saber se:
    1) é possível retirar o nome do meu pai do financiamento?
    2) com a retirada do nome do meu pai do financiamento, é possível aumentar o prazo do financiamento para que assim, diminua o valor da prestação?

    Desde já agradeço a atenção da equipe.
    Att Daniela

    • Olá Daniela

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Em atenção aos seus questionamentos podemos falar:

      1) Sim! é possível efetivar a transferência de parte ideal do financiamento com a retirada do seu pai. Veja no artigo:
      Transferência de financiamento habitacional

      2) Na transferência de parte ideal não é possível alterar as condições do contrato.
      Mas você poderá pleitear uma negociação pedindo a dilação de prazo.
      Sugerimos pleitear junto ao seu gerente.

      Esclarecemos que com a saída do seu pai do financiamento você terá uma redução no seguro habitacional de Morte e Invalidez Permanente, pois o calculo é em função da pactuação de renda de cada componente da dívida e da idade.

      Verifique a opção por nova apólice mais barata e peça a portabilidade de apólice de seguro. Você poderá ter uma redução ainda maior do seguro habitacional.

      Equipe Click Habitação

  61. Boa noite, tenho um financiamento de 360 meses no valor de 2800,00 cada prestação. Paguei 55 parcelas. Quando fiz o financiamento há 04 anos atrás minha renda e a do meu marido dava pra pagar. Hoje devido a uns empréstimos recebo menos que a prestação e meu marido está desempregado. Será que tem alguma solução pra mim? Hoje minha renda ficou menor devido a uns empréstimos. Meu salário se reestabelecerá somente após 06 anos, pois o empréstimo foi em torno de 80 prestações. Mas até lá já perdi minha casa. Tem solução pro meu caso? Obrigada.

    • Olá Eliana

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que as medidas negociais para diminuir o valor do encargo mensal constam no artigo:

      Uso do FGTS para pagamento de parte da prestação
      é uma medida inteligente e possibilita diminuir o desembolso mensal com o pagamento da prestação

      – Se seu contrato é da CAIXA a portabilidade da apólice seguro é outra opção para diminuir o valor do seguro mensal pago

      Dilação de prazo de financiamento. Verifique com o banco se o produto financeiro que adquiriu permite aumentar o prazo do financiamento e diminuição do valor do encargo. Não é uma opção tão boa financeiramente, mas pode ser uma solução.

      Sugerimos preliminarmente verificar com o Banco a adoção das medidas acima.

      Se forem insuficientes você poderá pleitear junto ao Banco um medida mais drástica como uma moratória por um tempo para manter o financiamento ativo.
      Veja no artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Equipe Click Habitação

  62. Bom dia,
    Adquiri um imóvel, através do Contrato de Gaveta. Isto é, paguei ao cedente um Vlr. e assumi a dívida do financtº. Pagando mensalmente as parcelas vencíveis. Gostaria de ser informado de como proceder, o que seria melhor para quitar a dívida: Peço a emissão de boleto junto ao banco do valor total do saldo devedor, e no mês seguinte faço a transferência para meu nome, já que tenho uma procuração pública que me permite tal expediente, (isto é, com a presença da cedente), ou primeiro faço a transferência para meu nome, oficializada com o banco e em seguida faço a quitação do imóvel financiado. Espero ter sido entendido com minha pergunta e fico em aguardo de uma informação.
    Atenciosamente. Paulo Lima

    • Olá Paulo,

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que como você vai quitar o financiamento cremos que a melhor opção é você averbar o Termo de Quitação do Banco junto a matrícula do imóvel e depois efetivar uma escritura de compra e venda do imóvel.
      Você evitará os custos e burocracia de contratação com o Banco.
      Regularize a escritura o mais rápido possível.

      Equipe Click Habitação

  63. Boa dia,
    Poderia me ajudar, tenho financiamento na caixa e hoje meu saldo devedor é R$ 171.010,62
    Parcelas Totais:420
    Parcelas Pagas: 01 (restam 419).
    Tx juros:8.5101
    Índice de reajuste prestação mês: 1,02019
    Índice de reajuste saldo devedor mês: 1,05224
    Amortização:407,39
    Juros/correção mês:1.215,66
    Prestação: 1.623,05
    seguros: 49,32
    Taxa Adm: 25,00
    Total a pagar: 1.697,37

    Valor Utilizar para amortizar: R$ 70.000,00
    Qual seria Novo prazo?
    Qual valor aproximado da Parcela? Obs. Preciso baixar a parcela urgente, o que faço?

    • Olá Helena

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que a simulação de cálculo foi baseada nas informações do comentário e no sistema de amortização SAC

      Novo prazo aproximado = 112 meses

      A prestação (A+J) ficara aproximadamente igual = R$ 1.623,05

      Se realmente quer abaixar o valor da prestação deverá optar pela amortização para redução da prestação.
      A redução será proporcional ao valor amortizado do saldo devedor, neste exemplo em 40,93%
      Nova prestação (A+J) = R$ 958,68
      Mas o prazo ficaria 419 meses

      Veja qual a melhor opção para você.

      Equipe Click Habitação

  64. Olá equipe, tenho um financiamento habitacional onde consta em contrato eu e meu esposo, as parcelas eram de 1500,00, nós dois trabalhavamos. Perdi meu emprego, que era a renda principal da casa e procuramos a caixa para tentar reduzir a parcela mas como já foi dito aqui eu já havia utilizado todo o meu prazo. Sendo assim optamos por usar o fgts e a parcela caiu para 1000,00, mas mesmo assim não conseguimos pagar em dia. Vi um comentário sobre um financiamento em caso de perda de renda, que seria meu caso. (perdi 3600,00 de renda) . Gostaria de saber mais sobre ele e se vcs me aconselham a usá-lo e se todos contratos têm essa cláusula.

    • Olá Débora

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que somente os contratos no Programa Minha Casa Minha Vida tem acesso a um empréstimo do FGHAB. Será uma segunda dívida!
      Verifique se no seu contrato está enquadrado.

      Outra opção é pedir uma moratória temporária. Faça uma proposta de negociação e veja as condições de atendimento.
      Proposta de negociação CAIXA

      Veja detalhes dos tipos de negociação no artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Equipe Click Habitação

  65. Boa tarde tenho um imóvel que finaciei e não tenho como pagar pedi meu emprego , a parcela é de 2,400,00 posso mais o prazo de finaciamentos foi de 25 anos já paguei 5 falta 20 anos tem como diminuir as Pacers e aumentar o prazo

    • Olá Fabion

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Lembramos que as possibilidades de redução do encargo mensal constam no artigo. Verifique com seu banco o que pode ser negociado.

      Com relação a perda do emprego orientamos a verificar a possibilidade de pedir a moratória temporária ao banco.
      Veja no artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Equipe Click Habitação

  66. Boa Noite!
    Solicitei junto à Caixa o FGHab – Fundo Garantidor Habitacional, por redução da renda, pois minha casa é no nome do meu esposo e no meu, fiquei desempregada e depois de algum tempo fui ler meu contrato, e vi esta possibilidade do fundo nos ajudar, (só fiquei sabendo deste Fundo garantidor porque tive a curiosidade de ler meu contrato, por não estar com condições financeiras para pagar as prestações, infelizmente o banco só tem interesse de nos informar no ato do financiamento o que favorece a eles) dei entrada no FGHab, levei toda documentação, foi feita a análise e foi constatado que realmente nós nos encontrávamos enquadrados na clausula da perca de 30% (trinta) da renda, no contrato é especificado, que deve ser feita a solicitação da cobertura das prestações pelo FGHab, a cada 03(três) meses, e assim foi feito, colocamos a casa em dia, como foi exigido pelo banco para dar entrada no FGHab, na primeira solicitação houve a cobertura das 03(três) prestações, mas na segunda vez que fomos da entrada o FGHab só cobriu uma prestação quando deveria cobrir 03 (três), fomos ao banco quando nos foi informado o que ocorreu, e tentamos da entrada novamente, mais unas 03(três) vezes, e sempre as prestações ficavam em aberto no sistema do banco, e para piorar eles nem sabiam o que estava acontecendo, não nos davam nenhuma explicação, e após várias tentativas frustradas, para piorar, o sistema barrou as entradas das solicitações do FGHab, ligamos para ouvidoria da caixa, que mandaram o gerente resolver nossa situação, mas o que ele nos propôs foi diluir as prestações em atraso e pagar um valor que foi calculado por eles, para que assim pudéssemos resolver nossa situação, liguei novamente para ouvidoria e a informação que consta no sistema e que o gerente repassou nossa situação para um superintendente da caixa, estamos com 16(dezesseis) prestações em aberto, estamos com medo de perder o imóvel, gostaria de saber como proceder nesse caso pois não queremos mais aguardar respostas do banco, que até agora não soube explicar o que houve, porque nossas solicitações do FGHab não estão dando certo, eu estou exigindo um direito que esta explicito do contrato que me dá até 36( trinta e seis) meses, no caso até 03 (três) anos, para restabelecer minha renda, preciso muito da ajuda de vocês, pois a meu ver, a Caixa estar descumprindo uma clausula do contrato, da qual tenho direito, e quero correr atrás dos mesmos, pois não estou em condições financeiras para arcar com uma dívida tão alta.

    • Olá Nicole

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.
      Vamos repetir a resposta ao seu outro comentário em outro artigo do site:

      “Esclarecemos que o FGHAB faz é um empréstimo, ou seja, você fica com 2 dívidas. ok?
      A cada 3 meses, você deverá comprovar a continuidade da condição de perda de renda e efetivar o pagamento de 5% do encargo.
      O número de parcelas que o Fundo pode cobrir (emprestar) depende da época de assinatura e da renda.
      Se a condição de perda de renda acabar, você deverá começar a pagar o empréstimo do FGHAB no encargo seguinte.

      Se a Reclamação junto ao Banco não funcionou orientamos abrir uma Reclamação junto ao Banco Central e o PROCON. Veja no artigo:”
      Reclamações Banco Central – Canais de atendimento

      Equipe Click Habitação

  67. Boa noite.
    Tenho um financiamento imobiliário nas seguintes condições atuais:
    Parcela mensal em torno de R$2.800,00 e 383 parcelas em aberto (já paguei 37) com saldo devedor de R$303.000,00. Possuo R$60.000,00 em FGTS. Já entendi que a redução de prazo é sempre a melhor opção, pelas diversas reduções… Nesse caso meu contrato sairia de 383 parcelas para 198 parcelas, porém a parcela aumentou para 3.022,00. ***1) Porque isso ocorre?
    Me apresentaram uma outra alternativa, reduzir o encargo mensal em até 80%. Se eu optar por isso, minha parcela iria para R$560,00 durante um ano, abatendo aproximadamente R$26.000,00 do FGTS, e me permitindo reduzir o prazo do meu contrato com os outros R$34.000,00 do FGTS, porém não foi possível calcular no momento quantas parcelas iriam reduzir. Essa forma permite um bom alívio mometaneo. ***2) Essa seria a melhor opção para mim, considerando o conforto da redução da parcela e parte reduzindo o prazo total do contrato? ***3) Qual a melhor opção financeira? A diferença financeira é muito alta entre aplicar o FGTS total na redução da parcela ou fazer o mix? (entenda que eu consigo manter o pagamento da parcela alta, porém o conforto de cair bastante essa parcela é tentador)… ***4) E se eu não considerar 80%, e de repente trabalhar com 50%, melhora as vantagens financeiras frente a utilização total do FGTS na redução do prazo do contrato? Ufa… Estou precisando dessa ajuda. Mto Obrigado!

    • Olá Allan

      Bom dia! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que a melhor decisão é uma escolha muito pessoal.
      A amortização com redução prazo é a melhor opção financeira, em especial para você antecipar a quitação do financiamento. Se você for disciplinado financeiramente e efetivar amortizações com FGTS a cada 2 anos, talvez 7 ou 8 anos poderia quitar o financiamento, pagamento menos juros, seguros e taxas.
      Mas, tudo isso depende dos seus objetivos, o uso do FGTS para pagamento de parte da prestação “transforma” o FGTS em dinheiro disponível, você poderia assumir outros compromissos ou economizar para a quitação, dependendo do você quer.

      Em atenção as suas indagações podemos falar:
      1) A parcela aumenta, pois o cálculo é efetivado com a taxa de juros cheia e você deve ter o pacote de relacionamento que reduz a taxa de juros e a prestação. Assim, a parcela voltará a ser aproximadamente semelhante a atual.
      2) Como falamos antes é uma escolha pessoal e depende dos seus objetivos: quer quitar rápido ou quer ter folga financeira? Veja e decida.
      3) A questão gira novamente em escolha e perfil de cada pessoa.
      4) Sim, você pode fazer o mix de várias maneiras e depende do seu objetivo. Você realmente precisa de disponibilidade financeira? Se sim, é uma boa opção.

      Não nos cabe decidir por você. Isso é uma escolha pessoal, como já dissemos.

      Assim, resumidamente se quitar o mais rápido possível opte por amortizar tudo para redução do prazo.
      No intervalo de 2 anos para a nova amortização. Depois juntar algum saldo no FGTS, você poderá utilizar o valor para pagamento de parte de prestação, no percentual que der. O valor economizado deve ser utilizado para amortizações periódicas no saldo devedor.
      Findo o prazo de 2 anos faça nova amortização. Repita as operações até a quitação da dívida.

      Se quiser ter uma folga financeira opte por amortizar um valor menor e ao mesmo tempo utilize o PPP – pagamento de parte da prestação. Isto possibilitará você adquirir outros bens ou outros objetivos.

      Boa sorte!

      Equipe Click Habitação

  68. Boa Tarde!! Gostaria de saber se há ainda alguma solução para meu caso, estou inadimplente com as prestações da CX, porém, fui até a agência para tentar um acordo, fiz a proposta para que me fosse estendido o prazo, que no caso fiz em 30 anos, e que a divida atual fosse diluídas nas demais; a prestação pelo financiamento é de 1555,00. Com retorno do banco foi negado minha proposta, o que me propuseram é que diluíssem as mesmas, mas dentro do prazo do vigente contrato, ou seja a mesma iria em torno de 2.600,00. Se não consegui pagar 1555.00, como conseguiria um valor maior. Expliquei toda situação de que quando adquiri o imóvel no meu nome tinha um companheiro, porém logo, após 03 meses o mesmo me deixou com a dívida, o financiamento foi feito apenas em meu nome. Sou Policial Militar, ganho em torno de 3,000,00 por mês, ainda estou no apartamento e não sei de fato o que irá acontecer, Se puderem me orientar agradeceria muito.

    • Olá Adriana

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que algumas linha de financiamento, em especial as efetivadas com recursos do FGTS (Minha Casa Minha Vida e Carta de Crédito FGTS) o prazo máximo de financiamento é de 30 anos, assim neste caso é o prazo máximo não há como dilatar mais.

      Estranho você com uma renda de $ 3000,00 ter financiado com uma prestação de mais da metade do salário.

      As alternativas negociais constam no artigo, mas como você não tem FGTS fica difícil a situação.

      Sugerimos a leitura do artigo sobre negociação:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?
      Se não conseguir negociar orientamos a pensar em vender o imóvel para não perder todo o seu investimento.

      Equipe Click Habitação

  69. Olá todos da Equipe Click Habitação!!
    Eu fiz um financiamento de uma casa pela caixa de 360 meses, irei pagar a prestação de número 59; o valor da prestação é 798,87 saldo devedor em 26/10/2016 é R$ 77.325,10! Minha renda era R$ 2.400,00 mas fiquei desempregado e me apareceu uma nova oportunidade de emprego, só que ganhando R$ 1.400,00. Gostaria de saber se consigo reduzir o valor da prestação visto que terei uma renda menor e quais as minhas opções?

    Atenciosamente,

    Elciney Lima Cosme

    • Olá Elciney

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Lembramos que as usuais medidas para redução da prestação estão listadas no artigo.
      Destacamos que a redução da renda é significativa. Não há opção negocial que contemple uma redução na prestação nesta magnitude, sem aporte de recursos (amortização).
      Veja as opções de negociação no artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Alias, mesmo a renda anterior, se apresentava insuficiente, pois a prestação estava superior a 30%.
      Esclarecemos que pelos dados informados não há opções de redução da prestação, pois você já efetivou o financiamento no prazo máximo (360 meses), provavelmente não tem FGTS, pois acabou de se empregar recentemente.

      Assim, o que resta é amortizar o saldo com redução da prestação. Para tanto a opção é “dolorosa”, pois terá como base a venda de eventual patrimônio pessoal, como por exemplo o carro, por meio da venda ou troca por outro de menor valor.
      Num momento posterior, quando tiver um saldo maior de FGTS na conta vinculada seria utilizar o FGTS para pagamento de parte da prestação. Veja no artigo:
      FGTS para Pagamento de Parte de Prestação

      Equipe Click Habitação

  70. Estou desempregado há mais de um ano e neste meio tempo tive que dar entrada na minha aposentadoria para poder sobreviver, minha renda caiu de R$ 8mil para 3mil reais, estou pagando atualmente R$1,7mil de prestação de casa financiada em 25 anos, já paguei 05 anos e estou inadimplente. Mediante este cenário o que posso fazer para tentar reduzir o valor da prestação? Estou com 53 anos No momento.
    Grato,
    Valdeir

    • Olá Valdeir

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação

      Esclarecemos que não existe mais vinculação da prestação com equivalência salarial há muitos anos.

      As hipóteses de redução da prestação constam no artigo.
      Verifique em especial a questão de troca de apólice de seguro, que poderia lhe dar uma redução no valor pago mensalmente.

      Não há negociação que vá permitir um equilíbrio orçamentário em função de um perda de renda tão significativa.

      Assim, sugerimos verificar a possibilidade de desfazer de bens para amortizar o saldo devedor, como por exemplo carro.
      Caso não seja possível orientamos a pensar vender o imóvel para não perder tudo que já investiu nele

      Sugerimos a leitura do artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Equipe Click Habitação

  71. Olá todos da Equipe Click Habitação!!
    Eu fiz um financiamento de um apt. pela caixa, de 360 meses, estou pagando a prestação de número 15; o valor da prestação é 497,06 saldo devedor em 11/10 2016 R$ 95.189,19! eu tenho um valor de R$ 30.000,00 queria saber qual a melhor forma que eu posso usar esse dinheiro para abater essa divida? daria para fazer uma simulação com minha informações ? desde já muito obrigado!
    Atenciosamente
    Antonio Santos

  72. Gostaria de saber se vale a pena pedir uma revisional de parcelas, se tenho reais chances de conseguir redução das parcelas no financiamento do meu imóvel financiado pela CEF.

    • Olá Mariana

      Bom dia! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que os contratos atuais não tem vinculação com salários, este tipo de vinculação foi extinta há muitos anos.
      Que tipo de revisional você pretende?

      As prestações tem recalculo anual para equilibrar a relação entre o saldo devedor e a prestação (A+J).
      Se o sistema de amortização for SAC, em geral, as prestações tem comportamento decrescente.
      No sistema PRICE as prestações terão acréscimo anual.

      Sugerimos verificar as opções negociais no artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Equipe Click Habitação

  73. Olá. Gostaria de uma explicação. Neste mês estou completando 24 parcelas do financiamento imobiliário junto a caixa, porém desde então minha parcela permanece variando um mês em R$ 1861,00 outro 1857,00 depois vai para R$ 1859,00 ou seja varia de R$ 5,00 para cima e para baixo. Pela simulação que fiz antes de concretizar o financiamento e está comigo impressa, era para já estar mais baixa. O que está havendo ? Tem algo que possa fazer ? Caso eu queira alugar a casa por R$ 1200,00 quanto eu precisaria amortizar para ficar no “zero a zero”, eu mesmo consigo calcular com o contrato em mãos ? Obrigado.

    • Olá Alessandro

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que a planilha CET entrega na concessão do financiamento por determinação do Banco Central não tem indexador e atualização monetária.
      Ela na realidade serve como referência na escolha da melhor oferta de crédito.
      Sugerimos a leitura do nosso artigo:
      Compare o Custo Efetivo Total – CET

      Informamos que os contratos habitacionais são atualizados monetariamente, da mesma forma e pelo mesmo índice das cadernetas de poupança e FGTS (que são os funding dos financiamentos habitacionais): TR – Taxa Referencial.

      Assim, todos os meses, antes da dedução da amortização – A da prestação o saldo devedor é atualizado, após calcula-se e acrescenta-se o juros contratuais – J e deduz-se a amortização constante no encargo periódico.
      Para saber como funciona a evolução do saldo devedor sugerimos a leitura do artigo:
      Como consultar saldo devedor do financiamento

      A expectativa é que a partir do final deste ano e em especial no ano que os juros do mercado financeiro caiam e por consequencia a TR caía e possibilidade uma maior amortização do saldo devedor e a queda do encargo mensal a ser pago.

      Agora, com relação a amortização esclarecemos que na redução da prestação a queda do valor é proporcional ao valor amortizado.
      Assim, se você amortizar 10% do saldo devedor a prestação (A+J) cairá em 10% e assim por diante.
      Para saber mais sobre amortização sugerimos o artigo:
      Dicas para gerir seu financiamento – Amortização

      Equipe Click Habitação

  74. Comprei um apartamento financiado pela caixa no valor de 141.934,00, a caixa financiou 117.450,00. O restante pago para a construtora e já está na metade, além das prestações da caixa, no entanto, gostaria de saber se tem com eu trocar de apartamento no valor de 210.000,00 (da mesma construtora), mesmo aumentando o financiamento, seja nas prestações ou número de parcelas. obrigado

    • Olá Danilson

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Este tipo de troca ou permuta é inviável.

      Você deverá fazer 2 operações:
      – Colocar seu imóvel à venda, podendo o comprador transferir o financiamento junto ao Banco
      – Efetivar nova operação de crédito com novas condições para o novo imóvel

      Veja detalhes no artigo:
      Transferência de financiamento habitacional

      Equipe Click Habitação

  75. Bom dia,

    Meu nome é Leandro e desde maio de 2014 tenho um financiamento de imóvel pela Caixa e que pude pagar sempre dentro do prazo legal até início de 2016, quando fui mandado embora. Ao procurar o Banco Caixa para renegociar o valor de minha parcela, conforme meu direito, o banco informou que eu deveria primeiro quitar 3 parcelas em atraso para depois solicitar a redução. Ao fazer isso, eles disponibilizaram o FGTS em conta poupança e daí eu realizei o pagamento das parcelas em atraso e fui ligar na Central para obter a redução. No entanto, a Central disse que eu não poderia mais gozar desse benefício, pois o saldo que eu tinha já não era mais do FGTS e sim particular e não me deram nenhuma outra opção de renegociação. Me senti enganado pelo Banco, uma vez que agência e Central de atendimento disseram informações divergentes. Ao procurar 1 gerente da Caixa, o mesmo chegou a rir da minha cara. No momento estou com 2 parcelas vencidas e a próxima vence em 10/10. Preciso muito de uma orientação sobre qual órgão devo procurar e como equivaler a parcela de acordo com o que posso pagar. Estou desempregado e meu seguro desemprego já encerrou e ainda não consegui retornar ao mercado de trabalho.

    Obrigado pela atenção!

    • Olá Leandro,

      Bom dia! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que não entendemos bem o seu objetivo.
      Era utilizar o FGTS para pagamento de parte da prestação?

      Se realmente você sacou o seu saldo do FGTS por demissão não será possível utilizar para habitação, pois o FGTS “virou” dinheiro disponível para você.
      Na realidade isso não é ruim, desde que tenha disciplina para guardar o dinheiro (aplicado, por exemplo na poupança) e usar para o pagamento das parcelas.

      Se está desempregado orientamos a efetivar uma proposta de negociação no site do Banco e pleitear uma moratória (pausa estendida).
      Proposta de Negociação – CAIXA

      Veja detalhes sobre as condições negociais no artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Equipe Click Habitação

  76. Boa tarde, como posso solicitar a redução das parcelas da minha casa pois a minha esposa está desempregada e o financiamento está em nosso nome?

    • Olá Tarcisio

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que os contratos habitacionais atuais não vinculação com equivalência salarial.

      Mas, você efetivar tratativas de negociação, e dependendo da política de crédito do banco pleitear uma dilação de prazo ou uma moratória por algum tempo.

      Veja detalhes no artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Equipe Click Habitação

  77. Boa Tarde, queria deixar aqui a minha satisfação e elogios à toda equipe Click Habitação.Profissionais sérios,capacitados,que nos esclarecem sobre os assuntos em questão.Att,Luís.

  78. Boa tarde!! Tenho um contrato imobiliário a três meses com a caixa, comprei um casa na planta, mas achei as prestações bem cara. Segundo a construtora por conta da minha pessoa ser funcionaria publica não tenho redução de juros. Porém, vou pagar na casa mais que o dobro do valor do financiamento aprovado. Há alguma explicação para isso? Estou me sentindo lesada.

    • Olá Tatiana

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que este tipo de questionamento deveria ter sido efetivado antes da compra do imóvel.
      Você não leu o contrato, o valor da sua prestação?

      Informamos que qualquer financiamento habitacional você paga juros e atualização monetária sobre o saldo devedor. Assim, dependendo do prazo do financiamento o valor a ser pago será superior ao dobro do valor original, mas lembre-se de está pagando parceladamente o valor da compra.

      Orientamos a procurar a agência do banco e pedir esclarecimento.

      Equipe Click Habitação

  79. Ola, Patricia.
    Estou numa duvida fiz um financiamento sistema SACRE com o Unibanco agora Itau em 180 meses e ja paguei 155 parcelas e estou inadimplente desde a 156 a 162 (atualmente) devido a problemas de mercado que fez com que meu poder de pagamento fosse afetado, o banco tem sido cruel e não me dão alternativas, estou tentando junto ao escritorio de cobrança um acordo, mas tambem não me ajudam e ficam intimidando dizendo um omonte de coisas a respeito de execução, voce poderia me orientar e me ajudar

  80. Boa tarde!
    Efetuei um empréstimo habitacional no BB em 2011 SAC no valor de 260.000 reais em 220 meses e tinha na época 62 anos. Minha primeira prestação foi em torno de 3700 reais e o seguro 760,00 reais; no momento não me liguei na importância do seguro, mas hoje com a crise econômica, a prestação pesou e fui verificar com mais atenção e me deparei com uma prestação de 3421 reais e seguro de 825 reais e saldo devedor de 191000 reais; em quase 6 anos de pagamento a prestação pouco baixou e o seguro aumentou; esse valor do seguro não está exagerado, mesmo considerando minha idade? Como poderia tentar baixa-lo? Agradeço a atenção.

    • Olá Djalma

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que a única possibilidade de baixar o seguro é você encontrar uma apólice mais barata.
      O seguro varia com a idade. Veja no artigo:
      Seguro habitacional varia pela idade
      Orientamos a efetivar uma simulação no site do Banco e verifique a opção pela outra seguradora e houve há redução no seguro MIP – Morte e Invalidez Permanente.

      O exemplo que demos no artigo é para os contratos CAIXA, que tem apólices mais antigas e houve grande redução dos coeficientes no tempo.

      Equipe Click Habitação

  81. Olá Equipe do Click habitação,

    Possuo um Financiamento Imobiliário na CEF, pelo SFH, na modalidade SACRE, em 420 meses. Até Foram pagas 48 parcelas,
    aproximadamente 11% das parcelas do valor financiado já foi pago (420 parcelas). Possuo débito em conta da parcela do financiamento,
    sou cliente fidelidade, com recebimento de salário pela CEF e Cheque especial e Cartão de Crédito,
    o que fez reduzir essa prestação no momento do contrato. Porém, ocorre que, até o presente momento, A MINHA PRESTAÇÃO NÃO
    DIMINUIU UM CENTAVO SE QUER. O Saldo devedor já reduziu em 8 % do montante total inicial financiado e
    porque também essa prestação não dominui. Financiei 151 mil e hoje o saldo devedor está em 140 mil.
    Minhas dúvidas são:
    1 – Porque essas prestações nao estão decrescendo?
    2 – O que fazer para obter esclarecimento do porque dessas prestações não estarem decrescendo?
    3 – Quais os órgãos onde posso registrar uma reclamação sobre tal financiamento?

    Desde já, agradeço pela atenção.

    • Olá Gildázio

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que no sistema de amortização SACRE a prestação é fixa por 12 meses, após é efetivado um recalculo e o valor normalmente abaixa.
      A situação é estranha, deve ser algum erro de sistema.

      Orientamos a abrir um SAC no site do Banco e pedir o acerto do contrato.
      Outra alternativa é efetivar a reclamação na página do facebook do banco, você terá uma resposta do Banco:
      https://www.facebook.com/caixa/?fref=ts

      Esclarecemos que o fato do valor do encargo não estar abaixando é positivo em termos de amortização do saldo devedor, mas provavelmente está existindo um erro do sistema.

      Equipe Click Habitação

  82. Oi bom dia ,

    Continuando a pergunta que eu fiz a cima , no caso a primeira parcela sendo dia 20/09 e a segundo eu alterando do dia 20/10 para o dia 10/11 não terá problema ? Pois no mês 10 eu nao teria prestação a pagar , muda algo na parcela ,ou pagasse algo por isto ?!!!! E pelo telefone deles tem a msm segurança no sentido de eles cumprir do que eu for na própria caixa ?

    • Olá Carlos

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que a alteração de vencimento é uma operação corriqueira. Haverão juros de acerto, pela mudança de data de vencimento e cobrança de seguros e taxa do mês que vai ficar pulado, os quais podem ser incorporados ao saldo devedor.
      O atendimento por telefone é um benefício para o cliente não precisar ir até a agência. Veja no artigo abaixo os serviços disponíveis por telefone:
      Contrato CAIXA Financiamento Habitacional

      Equipe Click Habitação

  83. Boa noite ,
    Por ex : seu eu assinar um contrato com a caixa de um imóvel dia 20 de agosto 2016 ,a primeira parcela a pagar seria dia 20/09/2016 ,certo ? 30 dias após o vencimento ! Tá , mas eu recebo dia 8 de cada mês , portanto a segunda venceria dia 20/10 eu conseguiria mudar a data de vencimento desta segunda para o dia 10/11/2016 ? E claro , depois seguir sempre nesta data , dia 10 de cada mês ,ai ficaria a primeira dia 20/09 segunda 10/11 terceira 10/12 …e por aí vai ! Eh possível ?

    • Olá Carlos

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação

      Esclarecemos que você poderá escolher a data de vencimento na contratação ou após a contratação efetivar a alteração de data.
      Veja no artigo e as condições com seu banco:
      Data de Vencimento – Faça a escolha!

      Equipe Click Habitação

  84. Boa noite a todos, tenho um financiamento na caixa já tenho 22 prestações paga, e estou com 9 em atraso não estou conseguindo mais pagar, a casa está toda rachada tanto nas paredes como no piso, me oriente por favor não posso perder o imóvel, as parcelas que foram pagas, foram todas em dias, mas a minha renda caiu 60% não sei o que fazer, não tenho notificação extrajudicial, só verbal, grato.

    • Olá Clemerson

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Com relação a rachaduras da casa orientamos a efetivar a reclamação junto ao Construtor ou Vendedor, procurando ajuda do PROCON, se necessário.

      Com relação a negociação, alertamos que 60% de perda de renda é muito. Será difícil encontrar uma negociação que possa possibilitar uma negociação com redução do encargo mensal neste nível.
      No artigos existem algumas alternativas, veja se alguma é possível de ser pleiteada.

      Caso não seja possível orientamos a efetivar uma proposta de negociação no site da Caixa:
      Proposta de Negociação
      Você deverá ter uma entrada e deve informar o valor máximo que poderia pagar.

      Sugerimos a leitura do artigo:
      Quantas prestações posso atrasar no financiamento habitacional?

      Equipe Click Habitação

  85. gostaria de comprar um imovel e iria financiar 200.000,00 fiquei na duvidA SE DEVO FINANCIAR OU ALIENAR OUTRO IMOVEL QUITADO?SE FOR ALIENAR COMO PROCEDO?

    • Olá Monica

      Boa Noite! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que o Refinanciamento ou Home Equity é uma linha de crédito comercial com garantia de imóvel. Alguns bancos dispõem deste tipo de linha de crédito.
      Lembramos que os juros são superiores ao financiamento habitacional e tem IOF, pois se trata de crédito comercial.
      Veja as condições no artigo:
      Refinanciamento ou Home Equity: veja como funciona

      Equipe Click Habitação

  86. Boa tarde. Comprei uma casa pela caixa, estou 3 meses sem pagar, eles podem pegar minha casa? Se sim como posso fazer para evitar? Uma vez que pretendo pagar.

  87. Boa tarde,
    Tenho um financiamento imobiliário com a caixa econômica, porém as prestações estão muito altas e não estou mais conseguindo pagar, tentei negociar com a caixa porém não há negociação pois o contrato tem apenas um ano e meio, e alegaram ser bastante novo. Coloquei a venda desde julho de 2015 mas não consegui vender e já está com tres prestações em atraso, a caixa me liga quase todos os dias com a cobrança o que é de direito. Não tenho fgts, o que provavelmente pode acontecer por parte da caixa se eu continuar não pagando?

    • Olá Wanessa

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que se for um financiamento habitacional não há óbice em você fazer o que quiser no seu imóvel.
      Mas, se for do Programa Minha Casa Minha Vida, e houver denuncia afirmamos que o Banco irá apurar e poderá ingressar com rescisão contratual.

      Sugerimos a leitura do artigo:
      Posso vender imóvel do Minha Casa Minha Vida?

      Equipe Click Habitação

  88. Boa tarde,
    Estou desempregado e ja não tenho mais condições de pagar minha prestação habitacional.
    Fui até o banco para tentar diminuir o valor da minha parcela e o o banco me pediu para quitar primeiro meus catões de credito e meu limite credito.
    esta certo isso?

    • Olá Roberto

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que não há vinculação direta entre seus créditos, assim você pode efetivar a negociação do seu contrato habitacional independentemente de outras dívidas que possua.
      Logicamente, o gerente de sua conta vai querer que você pague tudo.

      Varios bancos tem aberto a negociação pela internet. Sugerimos a tentativa de efetivar a negociação.
      Veja exemplos do Banco do Brasil e da CAIXA:
      Proposta de negociação CAIXA
      Solução de Dívidas BB

      Se tiver dificuldades peça ajuda do PROCON.

      Equipe Click Habitação

    • Olá Claudia,

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que não há como saber como serão as parcelas futuros do financiamento, pois existe um fator de varia que é a atualização monetária pela Taxa Referencial-TR.
      Mas, qual a razão de querer saber as parcelas futuras? Qual a sua dúvida?

      Equipe Click Habitação

  89. Bom dia, obrigado pela matéria, me ajudou bastante, mais ainda tenho uma dúvida será que conseguem me ajudar?
    Tenho um financiamento Imobiliario pelo BB, e estou com 1 parcela em atraso por motivo de desemprego, fui até minha agência verificar o que poderia ser feito, queria utilizar meu FGTS para amortização em 12 meses, mais a gerente me disse que isso só seria possivel depois que pagasse esta parcela em atraso. Tenho amigos que tem financiamento pela Caixa e conseguiram a amortização do FGTS em 12 meses com até 2 parcelas em atraso, essa questão para utilizar o Fgts com parcelas em atraso varia de banco para banco, ou a regra é a mesma para todos?
    Desde já agradeço.

    • Olá Flávia

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que na modalidade de pagamento de parte da prestação a negociação poderá ser efetivada com até 3 prestações em atraso.
      Com certeza deve ser desconhecimento da atendente do Banco. Veja detalhes no artigo:
      FGTS para Pagamento de Parte de Prestação

      Orientamos a procurar o gerente. E em caso de recusa abra uma Ouvidoria e peça atendimento e analise pela equipe técnica do Banco.
      Se não surtir efeito abra uma reclamação junto ao Banco Central. Veja no artigo:
      Reclamações Banco Central – Canais de atendimento

      Equipe Click Habitação

  90. Olá boa noite, primeiramente quero parabenizar pelo site, e queria tirar uma duvida, a 2 anos comprei uma casa pelo minha casa minha vida, no BB, pelo plano price,notei que todo mês a um reajuste na prestação da casa, enquanto um colega comprou na caixa e a dele nunca deu reajuste, quando comprei me disseram que a parcela era fixa e que poderia mudar com base na Selic, só que a moça do banco disse que é um reajuste minimo que é imperceptível, mas até agora ela sobe todos os meses, eles me deram uma planilha com o valor até o final mas o reajuste já superou o que vem na planilha, a prestação começou em 455,50 e já esta em 471,46, somente em 2 anos de contrato isto é normal ou devo procurar o banco? pq se continuar assim o aumento em 30 anos pode ser muito auto, desde já agradeço.

    • Olá Gildazio

      Boa Noite!

      Esclarecemos que a diferença entre os bancos é que o Banco do Brasil faz o recalculo das prestações de forma mensal e a CAIXA faz anualmente.
      Provavelmente o seu conhecido irá ter uma aumento considerável quando efetivar o recalculo, ao passo que o seu contrato tem pequenos aumentos mensais.

      Por que a prestação do financiamento pode aumentar?

      Elevação ou a queda dos juros no mercado muda o valor da TR, a qual atualiza o saldo devedor dos financiamentos habitacionais e pode pesar ou aliviar na prestação, quando do seu recálculo ou atualização.
      Assim, é possível afirmar que o decréscimo mensal que ocorria em passado recente para os contratos com sistema de amortização SAC era, em parte, decorrente de TR num patamar mais baixo que o atual. Já os contratos com sistema de amortização PRICE passarão a ter recálculos das prestações com maior acréscimos de valores.
      O recálculo reequilibra a relação entre a prestação (A + J) e o saldo devedor, e por consequência limita o eventual saldo devedor residual ao período entre o último recálculo (anual ou trimestral, em geral) e o mês do decurso (final) do prazo contratual.

      Para entender melhor a evolução do saldo devedor sugerimos a leitura do artigo:
      Como consultar saldo devedor do financiamento

      Equipe Click Habitação

  91. Eu quero pagar varias prestações, mas o sistema só oferece a que está vencendo? Como fazer, devo ir na caixa ou tem outra opção…..

    • Olá Domingos

      Boa Tarde! Agradecemos a presença no Click Habitação.

      Esclarecemos que no financiamento habitacional não existe como pagar prestações futuras.
      O que você pode fazer é amortizar com redução do prazo do contrato. Veja detalhes no artigo:
      As vantagens de amortizar com redução do prazo

      Equipe Click Habitação

DEIXE SUA PERGUNTA, COMENTÁRIO OU SUGESTÃO.